Vacina Covid-19: MPD garante que todas as condições estão criadas, PAICV dúvida do programa de vacinação e UCID aponta problemas graves a nível de saúde em SV

10/02/2021 23:43 - Modificado em 10/02/2021 23:44
| Comentários fechados em Vacina Covid-19: MPD garante que todas as condições estão criadas, PAICV dúvida do programa de vacinação e UCID aponta problemas graves a nível de saúde em SV

O Movimento para a Democracia (MpD) garantiu esta quarta-feira, na sessão plenária, que o Governo já dispõe de um plano de vacinação contra a covid-19 e quem serão os primeiros a ser vacinados. 

Sem avançar dados, a deputada do Movimento para a Democracia (MpD), Celeste Fonseca, diz que o PAICV já sabe que as vacinas estão para chegar brevemente, que o Governo já elaborou um plano de vacinação e criou todas as condições para receber as vacinas.

“A oposição tem estado a vaticinar desgraças, a criar caos e queria ver doentes de covid1-9 à porta dos hospitais sem receber a devida assistência, sem acesso a testes, queriam mais mortes e não acreditaram nos enfermeiros e médicos”, acusou Celeste Fonseca.

Já o líder da bancada parlamentar do PAICV, Rui Semedo, que apontou exemplos internacionais de programas de vacinação, acusa o governo de nem sequer, ter apresentado os planos e programas e discutidos com a sociedade, apontando que existem apenas os anúncios vagos e muitas das vezes contraditórios.
Nisto, defende a necessidade de partilhar informações sobre este plano, quando e onde serão adquiridas as vacinas.  

No seu entender, os cabo-verdianos devem saber qual é o tipo de vacinas, se serão adquiridas sozinho ou através de parcerias, qual a logística montada para a sua distribuição e aplicação, quando serão ministradas as primeiras doses e quais serão as prioridades estabelecidas. 

Por outro lado, reconheceu o esforço no combate a pandemia da covid-19, mas sublinhou que existem falhas que poderiam ser evitadas como a aplicação intensiva de testes, a obrigatoriedade, mais cedo, do uso das máscaras de proteção e mais apoio às pessoas mais vulneráveis.

Já o presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), António Monteiro, chamou atenção do Governo para o facto de a ilha de São Vicente, círculo eleitoral pelo qual foi eleito, continuar ainda a ter “graves problemas” a nível da saúde.  

“As outras ilhas precisam ter também equipamentos de diagnósticos suficientes para dar garantias de saúde à população. Isso requer investimentos e acima de tudo maior capacitação dos nossos médicos em termos de especialidade para poderem ajudar a população”, apontou o deputado, que se mostrou “satisfeito” com a inauguração do Centro de Diálise na ilha de São Vicente.

Durante a primeira sessão plenária de fevereiro, estão a ser debatidos os ganhos e desafios no sector da saúde em tempos da pandemia da covid-19.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.