Embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde diz-se “honrado” em servir num país com “tradições democráticas igualmente fortes”

19/01/2021 19:54 - Modificado em 19/01/2021 19:54
| Comentários fechados em Embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde diz-se “honrado” em servir num país com “tradições democráticas igualmente fortes”

Em alusão à tomada de posse de Joseph R. Biden, Jr., o 46º Presidente dos Estados Unidos da América, que acontece esta quarta-feira, 20, o Embaixador dos EUA em Cabo Verde, Jeff Daigle, diz-se “honrado” em servir num país com “tradições democráticas igualmente fortes” e promete apoiar os esforços contínuos dos cabo-verdianos para “construir uma democracia cada vez mais forte e uma sociedade mais justa”.

Através de uma nota de imprensa, o Embaixador dos EUA em Cabo Verde, regozija-se com a imprensa livre de Cabo Verde por “destemidamente buscar e divulgar a verdade”, elogiando ainda a sociedade civil cabo-verdiana por “trabalhar para garantir que cada homem, mulher ou criança tenha um defensor”.

“Admiro igualmente o povo de Cabo Verde por construir e nutrir uma democracia vibrante que serve como um exemplo brilhante para todos quantos prezam a independência e a liberdade em todo o mundo. Neste dia especial da história americana, eu vos saúdo e prometo apoiar os vossos esforços contínuos para construir uma democracia cada vez mais forte e uma sociedade mais justa. Os Estados Unidos da América, asseguro-vos, farão o mesmo” assegura Jeff Daigle.

Jeff Daigle avança que a tomada de posse de um presidente nos Estados Unidos da América representa “pompa e circunstância” porque constitui uma tradição consagrada pelo tempo “para a nossa nação e um testemunho da perenidade da democracia americana”.

“Embora o ataque ao Capitólio dos EUA durante a contagem dos votos do Colégio Eleitoral tenha sido profundamente perturbador, fui inspirado pela resiliência e dedicação demonstradas pelos nossos representantes eleitos, que voltaram ao Capitólio poucas horas depois para confirmar os resultados da eleição e garantir que a vontade do povo americano fosse respeitada” sustenta.

O mesmo enaltece ainda o número recorde de 159 milhões de americanos que exerceram o seu direito de voto e, ao fazê-lo, também “fizeram história” ao seleccionar Kamala Harris como vice-presidente, a primeira mulher, a primeira afro-americana e a primeira asiático-americana a ser eleita para este alto cargo.

“Todos os americanos podem se orgulhar deste importante facto” concluiu.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.