Ulisses Correia e Silva: “Centro de Diálise é o honrar de um compromisso assumido com a ilha de São Vicente”

19/01/2021 15:04 - Modificado em 19/01/2021 15:05
| Comentários fechados em Ulisses Correia e Silva: “Centro de Diálise é o honrar de um compromisso assumido com a ilha de São Vicente”

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se muito orgulhoso com a inauguração, esta terça-feira, do Centro de Diálise de São Vicente, garantindo que esta infra-estrutura de saúde de “alto padrão” é o “honrar de um compromisso assumido” com a ilha, vincando ainda outras obras em curso no setor.

“Este centro de Diálise em São Vicente é o honrar de um compromisso assumido com a ilha de São Vicente. É mais um compromisso que se concretiza e a sua mais valia é indiscutível para a vida das pessoas, em primeiro lugar aqueles que necessitam de diálise e em segundo para São Vicente por mais esta infra-estrutura de saúde de alto padrão” começou por dizer o PM.

Nesta óptica, enalteceu o apoio dado pela cooperação portuguesa para a materialização deste “importante projeto” para a zona norte do país, vincando que Portugal é um “exemplo no sector da saúde”. 

Ressalvou ainda importantes investimentos que estão em curso no sector da saúde em São Vicente, como são os casos do Centro Ambulatório que está em construção e a reabilitação do Centro de Terapêutica em Ribeira de Vinha. “Estamos engajados também com o compromisso de construir um novo Bloco de Maternidade e Pediatria, que terá co-financiamento da cooperação chinesa” finalizou.

Por sua vez, João Ribeiro de Almeida, presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua I. P. Portugal, vincou a importância desta nova infra-estrutura para a região norte de Cabo Verde, sustentando que Portugal “abraçou desde o primeiro momento a ideia de co-financiar este centro de diálise em São Vicente”, orçado em 480 mil euros. 

“Unir e conjugar esforços sobretudo quando os meios são escassos e fomentar a criação de parcerias sustentáveis para o desenvolvimento. Entre as quais destaco as que contribuem para o sector da saúde, que é o caminho cada vez mais a seguir” frisou.

O ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, sustentou que este Centro de Diálise de São Vicente, que tem 23 unidades de diálise e com capacidade de tratar até 150 doentes, permitirá “descongestionar o centro de diálise da Praia”, e vem “possibilitar que os pacientes das ilhas possam ficar mais perto dos seus familiares com ganhos evidentes do ponto de vista social e psicológico”.

Esta infra-estrutura, como anunciou o ministro, vai ser dotada de pessoal próprio constituído por médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, pessoal administrativo e operacional e que o quadro de pessoal irá “evoluir em função das necessidades”.

Em Cabo Verde, Arlindo do Rosário apontou que existem 188 doentes com insuficiência renal crónica, que precisam da hemodiálise para sobreviver. Destes, 166 estão na Praia, e são oriundos de praticamente todas as ilhas e 22 em São Vicente.

O referido edifício que fica no Hospital Baptista de Sousa, teve ainda a bênção do Bispo do Mindelo, Dom Ildo Fortes.

O espaço onde vai funcionar o centro de hemodiálise tem uma área de 735 m2, distribuídos por três pisos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.