MPD e PAICV aprovam profissionalização dos vereadores da CMSV. UCID e Más Soncent abstiveram-se

15/01/2021 14:57 - Modificado em 15/01/2021 14:57
| Comentários fechados em MPD e PAICV aprovam profissionalização dos vereadores da CMSV. UCID e Más Soncent abstiveram-se

Os eleitos municipais do MPD e do PAICV votaram hoje a favor da profissionalização de todos os vereadores para a Câmara Municipal de São Vicente, já a UCID e o Movimento Más Soncent votaram abstenção, por entenderem que o vereador do pelouro da Saúde deveria ser profissionalizado a tempo inteiro.

Pela primeira vez a ilha de São Vicente tem todos os vereadores profissionalizados pela Câmara Municipal, mas só que a sessão realizada hoje, ficou marcada pela discórdia pela não profissionalização a tempo inteiro do vereador Anilton Andrade (UCID) no pelouro de Saúde.

Jorge Fonseca, porta-voz da UCID, referiu que no contexto de pandemia as “exigências estão redobradas a nível da saúde”. Tem que ter outras condições e queríamos que trabalhasse a tempo inteiro”.

Já Albertino Gonçalves do Movimento Más Soncent salientou que votaram abstenção por entenderem que dada a situação da ilha o vereador da saúde deveria ser profissionalizado a tempo inteiro.

O PAICV que votou a favor da profissionalização dos vereadores, através da líder da bancada Jane Luz, garantiu que a não votação desse dossier poderia causar “constrangimentos” e que “não é a postura do partido bloquear o desenvolvimento da ilha”.

Da parte do MPD, Flávio Lima, enalteceu o facto de que pela primeira vez todos os eleitos são profissionalizados, o que ao seu ver é “interessante, porque vão ter pelouros e com todas as condições para trabalhar”.

Já o presidente da CMSV, Augusto Neves, desvaloriza a polémica e assegura que a saúde é transversal a muitos sectores e que o vereador do pelouro terá a colaboração de todos os colegas.

“Precisamos trabalhar muito mais agora, porque temos mais habitantes e as dificuldades são enormes. Muita coisa precisa ser feita em São Vicente” vincou o edil, sustentando que um quinto vereador não poderia ser profissionalizado a tempo inteiro, devido a factores financeiros, pelo que fizeram “um equilíbrio dos pelouros”.

A tempo inteiro foram profissionalizados 4 vereadores. Três do MPD e mais um do PAICV. Já a meio tempo ficam três vereadores da UCID e um do PAICV.

O autarca sustentou ainda que o Plano de Atividades e o Orçamento para 2021 estão na fase final de elaboração e deverão ser entregues na Assembleia Municipal na próxima semana.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.