Rúben Moreira “esperançado” na retoma do turismo o “mais breve possível” mas preocupado com aumento de casos de covid-19 na ilha

14/01/2021 23:26 - Modificado em 14/01/2021 23:26
| Comentários fechados em Rúben Moreira “esperançado” na retoma do turismo o “mais breve possível” mas preocupado com aumento de casos de covid-19 na ilha

O presidente da Associação de Guias de Turismo de São Vicente e São Nicolau, Rúben Moreira, diz-se “esperançado” na retoma do turismo o “mais breve possível” em São Vicente, mas mostra-se preocupado com o aumento de casos de covid-19 na ilha, que poderá entrar novamente em situação de calamidade.

Em declarações ao Noticias do Norte, Rúben Moreira aponta que num espaço de três meses a situação poderá vir a melhorar, mas que isso só dependerá da “tomada de consciência das pessoas”, para que a situação seja controlada. 

A esperança de Rúben prende-se com o facto de alguns guias já terem recebido contactos para trabalhos futuros, mas volta a frisar que isto dependerá do comportamento de pessoas, que “vai refletir na conjuntura que poderemos vir a ter mais à frente”.

“Acredito que se a situação melhorar, em meados de fevereiro ou princípio de março, as coisas possam tomar um rumo melhor para a classe. O clima é de grande esperança entre os guias na retoma do turismo o mais breve possível, para que voltemos a ter o nosso ganha-pão” declara.

Neste momento o aumento de casos de covid-19 na ilha é a “grande preocupação” dos guias, pois conforme o mesmo se for decretado novamente o estado de calamidade, automaticamente os turistas já não vão procurar a ilha de São Vicente.

“Esperamos que a situação melhore o mais rapidamente possível, que as pessoas se resguardem um pouco e que tenham em mente a importância que o turismo tem para a nossa ilha e Cabo Verde de forma geral” apela.

Neste momento, aponta que os poucos turistas que têm vindo, os guias têm optado pela limitação do número por grupos, tendo em vista as medidas impostas pelas autoridades sanitárias para evitar a propagação da doença.

Na tentativa de driblar a situação actual, Rúben Moreira salienta que no mês de dezembro os guias fizeram uma excursão com um grupo de emigrantes cabo-verdianos residentes na Holanda.

“Voltamos as baterias também para o que é nacional, que são os emigrantes que vêem de férias. Não depender só dos países emissores da Europa, mas sim avançar por novas variantes para dar continuidade ao nosso trabalho”.

Por fim, pede à Câmara Municipal de São Vicente que esteja mais engajada no apoio à Associação de Guias de Turismo, visto que até ao momento, aponta, não terem tido “nenhum feedback em relação a alguns assuntos pertinentes”, como a sede dos guias de turismo, como também parcerias para realização de atividades.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.