MPD, PAICV e UCID favoráveis à data das eleições Legislativas e Presidenciais

12/01/2021 16:03 - Modificado em 12/01/2021 16:03

Os dois partidos do arco do poder e concorrentes às eleições legislativas hoje marcadas pelo Presidente da República, para 18 de abril e 18 de outubro para eleições presidenciais, mostram-se de acordo com as datas definidas pelo Chefe de Estado.

O Movimento para Democracia (MPD), através de Filomena Delgado, numa primeira reação, revela que apesar do seu partido não ter indicado qualquer data oficial ao PR, observa “meados de abril” era expectável, uma vez que uma das maiores preocupações do MpD prende-se com o recenseamento eleitoral.

Segundo notou a Secretária-Geral do MpD, o PR marcou as eleições “dentro do período que era possível”.

Já o PAICV olha com “naturalidade” a decisão do PR. “Qualquer que fosse a data (dentro do tempo legal) estaríamos de acordo”, observou Rui Semedo, admitindo, no entanto, que o Presidente podia ter marcado as datas para as eleições mais cedo, talvez em dezembro.

Também a UCID diz-se “satisfeita” com a decisão do PR em marcar as eleições para abril e outubro. “Concordamos plenamente”, observou João Santos Luís, vice-presidente da UCID. Para o vice-presidente da UCID, o PR conseguiu “destrinçar” três aspetos que na opinião dos democratas-cristãos são “importantes”, nomeadamente, a não prorrogação do mandato do Chefe de Estado, não coincidir com as festividades religiosas da Páscoa e Semana Santa e o recenseamento.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.