Mindelenses apontam que próximos domingos não serão os mesmos sem os Mandingas de Ribeira Bote

8/01/2021 00:11 - Modificado em 8/01/2021 00:11
| Comentários fechados em Mindelenses apontam que próximos domingos não serão os mesmos sem os Mandingas de Ribeira Bote

Devido a pandemia da covid-19, os desfiles dos Mandingas de Ribeira Bote, que tradicionalmente anunciam a chegada do Carnaval em São Vicente, não se vão realizar para tristeza de muitos mindelenses que garantem que os domingos não serão os mesmos.

Esta saída, “muito ansiada” pelos mindelenses que, normalmente, se juntam aos milhares para acompanhar os mandingas, que em contexto de normalidade deveria começar, sensivelmente, no início deste mês, trouxe tristeza, para muitas pessoas, que dizem agora aguardar para que no próximo ano voltem novamente às ruas.

“No contexto actual era impossível realizar os desfiles de mandingas. Os domingos durante janeiro e metade de fevereiro, em Ribeira Bote e São Vicente não vão ser os mesmos para o meu desalento, mas com esta situação atual temos que compreender e esperar que 2022 tudo já esteja melhor” salienta a jovem Carmem Dias.

Já Márcia Nascimento, frisa que em outros anos por esta altura os planos para domingo não poderiam deixar de fora o habitual desfile de mandingas, que para a mesma é um dos símbolos maiores do carnaval mindelense. “Será triste passar por Ribeira Bote e não ver aquela chama imensa que contagia a todos. Desde cedo me acostumei com a ideia de não haver a saída dos mandingas este ano, mas chegar nesta altura a realidade volta a trazer uma certa tristeza” vinca.

Por sua vez, António Conceição garante que não é muito de acompanhar os mandingas, mas que sempre dava aquela “espreitadela” do terraço da casa quando a caravana passava na sua zona em Chã de Alecrim, aproveitando para tirar algumas fotos para a posteridade.

“Muitas pessoas são contra a saída dos mandingas por acharem e dizerem coisas que não são verdades, mas por esta altura devem estar a sentir a falta do calor humano provocado pelos desfiles dos mandingas pelas principais artérias da ilha. A situação atual vivida não está para ajuntamentos, como tal ficam as boas memórias e a esperança que tudo melhore rapidamente” considera Marlene Graça.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.