Delegacia de Saúde de S. Nicolau esclarece que nos últimos meses apenas uma pessoa proveniente da ilha foi diagnosticada com Covid-19 fora dela

23/12/2020 23:41 - Modificado em 23/12/2020 23:54
| Comentários fechados em Delegacia de Saúde de S. Nicolau esclarece que nos últimos meses apenas uma pessoa proveniente da ilha foi diagnosticada com Covid-19 fora dela

Na sequência algum “ruído” sobre possíveis casos de covid-19 com origem na ilha de São Nicolau diagnosticados em outras ilhas, a Delegacia de Saúde local esclarece que apenas um caso notificado recentemente na cidade da Praia pertence à ilha de São Nicolau.

A DSSN aclara que nos últimos meses foram contactados por outras Delegacias de Saúde apenas 3 vezes sobre pessoas de São Nicolau diagnosticadas com covid-19 nas outras ilhas, mas que até ao momento apenas o caso mais recente esta ligado à ilha.

Nisto, aponta que o mais recente diagnóstico foi na Praia, de uma pessoa assintomática que viajou de barco de S. Nicolau para a Praia num domingo e que na quarta-feira fez o teste PCR para viagem, com resultado positivo para covid-19.

“Na investigação, ela relatou que há alguns meses tinha feito teste rápido para viagem à Praia e tinha testado IJG positivo, o que pode significar que infeção seja antiga, embora ainda continue a acusar positivo para covid-19. Todos os contactantes próximos em S. Nicolau foram submetidos a teste PCR e ontem recebemos os resultados. Todos deram negativo” salienta.

As outras duas vezes que foram contactados, conforme a mesma, foi pela Delegacia de Saúde de São Vicente. Sendo que, um era de um recluso natural de S. Nicolau que acusou positivo para Covid-19 na cadeia de Ribeirinha durante o surto que houve naquele estabelecimento prisional.

Já o outro caso refere-se a um idoso, também natural de S. Nicolau, que estava internado com covid-19 em S. Vicente, e que na sequência da investigação que foi feita o familiar mais próximo desta pessoa relatou que há mais de 4 anos que o paciente não ia a S. Nicolau.

“Para evitar ruídos e distrações, pedimos às pessoas que evitem espalhar rumores e fazer especulações nas redes sociais. Qualquer suspeita sobre casos importados, a Delegacia da ilha onde a pessoa for diagnosticada com covid-19, deve informar de imediato a Delegacia de Saúde de origem para devidas averiguações, comprovando ou não se os casos são realmente importados e dar o devido seguimento conforme o protocolo nacional” vinca.

Por fim, a DSSN afirma que a luta tem sido “árdua e longa”, mas que ainda não acabou e não se pode “baixar a guarda, pelo que apela à população que continue a “cumprir rigorosamente as medidas de prevenção”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.