Presidente da Câmara de Comércio do Sotavento: “As empresas já não têm mais fundos”

21/12/2020 23:25 - Modificado em 21/12/2020 23:25
| Comentários fechados em Presidente da Câmara de Comércio do Sotavento: “As empresas já não têm mais fundos”
Foto: Inforpress

O modelo de ‘lay-off’ aplicado desde abril para as empresas afectadas pela crise provocada pela Covid-19, foi prolongado até 31 de dezembro. O novo ‘lay-off’ prevê a possibilidade de trabalho parcial, conforme a legislação já em vigor.

Para o presidente da Câmara de Comércio do Sotavento, Jorge Spencer Lima, as medidas impostas no quadro de ajuda às empresas fizeram com que “um número significativo” de empresas ficasse de fora, e “até este momento os problemas continuam”.

“O lay-off no início foi bom. Mas quiseram renovar o lay-off sem ter em conta a degradação da situação das empresas. Neste momento está-se a discutir a situação do lay-off, nós já demos o nosso parecer sobre isso, nós não estamos de acordo com a forma como o lay-off está sendo renovado, as empresas já não têm mais fundos”, disse Spencer Lopes em entrevista à Inforpress.

A mesma fonte reiterou que “muitas empresas não irão aderir” e vão passar para os despedimentos, levando ao agravamento dos problemas.

“É isso que nós já dissemos ao Governo, estamos à espera do que o Governo vai fazer. A questão que se põe é que quando começar a retoma, as empresas vão fazer novos investimentos, sobretudo na área do turismo, para que elas estejam em condições”, finalizou o presidente da Câmara de Comércio do Sotavento.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.