SOCIAVE e AGROPEC: “Colocamos 45 mil ovos todos os dias no mercado”

17/12/2020 15:25 - Modificado em 17/12/2020 15:25
| Comentários fechados em SOCIAVE e AGROPEC: “Colocamos 45 mil ovos todos os dias no mercado”

Nos últimos dias as pessoas têm denunciado a falta de disponibilidade de ovos no mercado em São Vicente, afirmando que não tem correspondido à demanda dos consumidores. Uma situação que deixa o Presidente do Conselho de Administração da SOCIAVE e AGROPEC, João Santos, “incrédulo e abismado”.

De acordo com este empresário, embora o país esteja a viver num ano anormal, devido a pandemia do Covid-19, em que a empresa travou a sua produção entre março a agosto, em que não houve ovos, João Santos garante que a empresa “todos os dias fornece 45 mil ovos ao mercado”.

Segundo Santos, esta é uma situação que não consegue explicar, tendo em conta o montante de ovos inseridos diariamente no mercado, no entanto, considera que neste momento existe um açambarcamento por parte de algumas pessoas, bem como a especulação de preços nos mini e supermercados.

“Há claramente um açambarcamento de ovos. Nos supermercados por volta das 9 e 10 horas, dizem que já não ter ovos. E todos os dias fornecemos os supermercados”, aponta Santos que diz que algo não está certo.

De acordo com este empresário, o setor de ovos se mantém empenhado na manutenção do fluxo de oferta de alimentos para a população.

“Estamos a meter 45 mil ovos todos os dias no mercado” e ainda pelo facto dos hotéis do Sal e Boavista, que são os maiores clientes, estarem fechados, por falta de turismo e os poucos emigrantes no país, diz que não entendem esta situação pelo que vem a público reagir sobre isso.

João Santos recorda que “a produção de ovos não é uma indústria normal” e que a pandemia veio “desregular” a produção, juntando o facto de que a empresa também abastece outras ilhas, e que se fosse numa altura normal, reconhecendo que esta é a época do ano em que há um pico no consumo, seria “espectável” que esta produção não chegasse.

E mais, o administrador da Sociave avançou que a empresa, desde de novembro, que cortou a exportação para a Guiné-Bissau porque antevia algum problema neste sentido. As pessoas estão a açambarcar por um lado e as pessoas estão a especular o preço. “Já vi ovos a serem vendidos a 20 escudos ou mais”.

Entretanto garante que na próxima semana “teremos um reforço de mais 20 mil ovos”.

A empresa SOCIAVE SA, liderada pelo empresário João Santos, sócio, juntamente com o seu irmão, Pedro Santos, abastece a quase totalidade do mercado nacional de ovos e frangos.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.