Trabalhadores do BCA anunciam greve nacional ainda este ano

16/12/2020 16:40 - Modificado em 16/12/2020 16:41
| Comentários fechados em Trabalhadores do BCA anunciam greve nacional ainda este ano

O Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Financeiras de Cabo Verde (STIF) anunciou hoje que os trabalhadores do Banco Comercial do Atlântico (BCA) podem partir para uma greve, a nível nacional, “ainda este ano”.

Em causa o não pagamento do prémio de produtividade sobre os resultados económicos de 2019, aprovado pela assembleia-geral dos accionistas em meados deste ano, o congelamento dos salários desde 2015, a suspensão da moratória sobre os créditos pela Comissão Executiva e os cortes de alguns direitos, nomeadamente nos cuidados de saúde prestados pelo banco aos colaboradores do sistema privativo.

“Segundo informações da comissão executiva o assunto está ainda dependente do Grupo Caixa Geral de Depósito, maior accionista, o que nós não concordamos porque na verdade se a decisão foi tomada em assembleia-geral de accionistas, a Caixa Geral é apenas um acionista, portanto não podia opor e se tivesse de opor poderia o ter feito na assembleia e não agora”, precisou o sindicalista à Inforpress.

Também, conforme este sindicalista, “o não cumprimento integral” de um acórdão do Tribunal de Relação do Sotavento em relação ao processo ganho pelo STIF em representação dos trabalhadores afectos ao fundo privativo de pensões.

Sem uma data definida, Aníbal Borges garante no entanto que os trabalhadores querem que seja ainda neste ano e que o sindicato está neste momento em processo de auscultar os trabalhadores,  mas “tudo leva a quer que irá acontecer nos últimos dias de dezembro”.

Aníbal Borges disse que apesar de muitas insistências do sindicato e dos próprios trabalhadores, através de notas, ainda não tiveram uma resposta da administração do BCA.

No passado dia 11 de novembro, continuou, houve um encontro com o novo presidente da comissão executiva, que prometeu dar um andamento a esta questão, mas até este momento “ele não fez nenhum ponto de situação”.

“Enviamos agora uma nota pedindo para fazerem o pagamento do prémio de produtividade, conjuntamente com o salário de dezembro, já efetuado no dia 15, mas não incluíram o prémio de produtividade, aprovado este ano”, informou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.