Homem morto banido do próprio funeral por chegar à igreja… sentado numa cadeira

15/12/2020 17:32 - Modificado em 15/12/2020 17:32

Corpo foi embalsamado e envergava uma excêntrico casaco cor de rosa com umas calças brancas.

Foto: Facebook

Che Lewis, de 29 anos, foi banido do próprio funeral após entrar na cerimónia sentado numa cadeira em vez de deitado num caixão. O caso ocorreu na passada quarta-feita no Porto de Espanha, capital de Trinidad e Tobago.

O corpo de Lewis foi embalsamado a pedido da família e a forma única de entrar na igreja também foi um pedido dos entes queridos. Che estava sentado numa cadeira, vestido com um excêntrico casaco cor de rosa e umas calças brancas. Segundo o New York Times, houve até quem criticasse o facto de Lewis não usar máscara visto estarmos a viver uma pandemia, mesmo que o mesmo não estivesse a respirar… 

Quem não gostou da inovação desta cerimónia fúnebre única foi a igreja que recusou que o funeral decorresse assim. 

O funeral foi transmitido em direto nas redes sociais, e a casa funerária assume que a igreja ficou chocada e não deixou o corpo entrar na igreja daquele modo.

Nas caixas dos comentários da publicação, muitos foram os utilizadores que criticaram o serviço fúnebre 

A dona da casa funerária defende que cada vida “é única” e por isso os funerais também o devem ser.

Lewis acabou por ser colocado num caixão para ser enterrado juntamente com o pai.

Em CM

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.