Covid-19: Uma em cada dez pessoas que vive em Espanha infetadas

15/12/2020 16:13 - Modificado em 15/12/2020 16:14
| Comentários fechados em Covid-19: Uma em cada dez pessoas que vive em Espanha infetadas

A percentagem da população de Espanha infetada com a covid-19 subiu para 9,9%, quase o dobro daqueles que tinham sido infetados até junho passado (5,2%), segundo os resultados preliminares de um estudo publicado hoje.

© Reuters

OMinistério da Saúde e o Instituto Nacional de Estatísticas espanhóis são algumas das instituições que elaboraram o inquérito que indica que 4,7 milhões de pessoas já foi infetada pelo SARS-CoV-2 no país desde o início da pandemia.

O estudo identificou uma elevada prevalência (número total de casos existentes numa determinada população e num determinado momento temporal) da doença em certos grupos populacionais: 17% entre os trabalhadores da saúde, 16% entre as mulheres que cuidam de pessoas dependentes, 14% entre as empregadas de limpeza e 13% entre as mulheres que trabalham em estabelecimentos de saúde social.

O número de pessoas que tiveram a doença é também mais elevado entre as que nasceram fora de Espanha.

Os estrangeiros têm uma prevalência de 13%, algo que pode ser explicado “pelo trabalho que fazem ou pelas suas condições de vida”, explicou Marina Pollán, a diretora do Centro Nacional de Epidemiologia do Instituto de Saúde Carlos III, outra das instituições que colaborou na elaboração do estudo.

Por outro lado, a percentagem de pessoas assintomáticas (com a doença mas sem sintomas) em relação ao número total de pessoas positivas é estimada em cerca de 30%.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.621.397 mortos resultantes de mais de 72,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 5.733 pessoas dos 353.576 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se na Itália (65.011 mortos, mais de 1,8 milhões de casos), seguindo-se Reino Unido (64.402 mortos, mais de 1,8 milhões de casos), França (58.282 mortos, mais de 2,3 milhões de casos) e Espanha (48.013 mortos, mais de 1,7 milhões de casos).

Por Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.