Fogo vai continuar em situação de Calamidade e Santiago passa para o Estado de Contingência

15/12/2020 14:59 - Modificado em 15/12/2020 14:59
| Comentários fechados em Fogo vai continuar em situação de Calamidade e Santiago passa para o Estado de Contingência

Com 84 casos ativos de Covid-19 a ilha do Fogo vai continuar em situação de Calamidade, enquanto a ilha de Santiago, pela “evolução muito positiva” verificada na Praia, junta-se às restantes ilhas e passa para o Estado de Contingência, conforme documento publicado ontem no Boletim Oficial e a vigorar nos próximos 30 dias

A decisão tem por base a avaliação efectuada do actual cenário sanitário do país, constatando-se que, “sem prejuízo do quadro particular que se mantém na ilha do Fogo”, no município da Praia tem havido uma “evolução muito positiva”. Verifica-se também “uma relativa estabilização da situação nas demais ilhas”.

De acordo com o primeiro-ministro, na sua comunicação esta manhã ao país, a evolução fez sair a ilha de Santiago do estado de calamidade para se associar às outras ilhas em estado de contingência. O Fogo, pela prevalência do ritmo de transmissão e do número de casos positivos, é a única ilha que vai continuar em estado de calamidade.

São Vicente, apesar de ter vindo a registar um aumento significativo de casos, com 53 casos ativos, a segunda ilha com mais pacientes, continua, portanto, também em situação de contingência.

Ainda conforme Ulisses Correia e Silva, o governo regista “com satisfação que Cabo Verde regista nos últimos 14 dias, uma evolução positiva de casos positivos acumulados por 100.000 habitantes, número muito inferior ao registado nos países europeus.

E que as ilhas turísticas do Sal e da Boavista, registam 5 casos positivos por 100.000 habitantes e 10 casos positivos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, o que é um bom indicador para a retoma do turismo.

No essencial, são mantidas as regras vigentes para a situação de calamidade e contingência. Mantêm-se encerrados em todo o país os espaços de diversão ou festa, nomeadamente as discotecas.

Continuam proibidas as actividades desportivas, culturais e de lazer que impliquem aglomeração de pessoas. E estão também proibidas as actividades em academias, escolas de artes marciais e de ginástica.

As medidas especiais que vão vigorar nos próximos tempos ditam igualmente horários restritos de funcionamentos dos estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas, havendo aqui porém uma distinção pela situação decretada.

Nas ilhas em situação de contingência, podem estar abertos até às 23h59 e no Fogo (situação de Calamidade) até às 21h00.

O mesmo horário é aplicado no atendimento ao público em restaurantes e afins. Já no que diz respeito aos estabelecimentos comerciais, podem estar abertos até às 20h30. Exceção feita para as padarias (atendimento até 21h00) e também para as farmácias.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.