Autoridades de São Nicolau querem a obrigatoriedade de testes rápidos a passageiros provenientes de São Vicente

26/11/2020 23:52 - Modificado em 26/11/2020 23:52
| Comentários fechados em Autoridades de São Nicolau querem a obrigatoriedade de testes rápidos a passageiros provenientes de São Vicente

Numa missiva enviada ao governo de Cabo Verde, mais propriamente para o Ministério da Saúde e Segurança Social, datada de 14 outubro e reenviada, a equipa de Coordenação de Luta contra Covid-19 em São Nicolau, solicita a obrigatoriedade da realização de testes rápidos a passageiros de viajarem de São Vicente para a ilha.

Conforme os mesmos, na sua justificativa, a ilha de São Vicente tem nos últimos tempos registado um aumento de casos de Covid-19, derivados de transmissão comunitária. Neste sentido a equipa constituída pela Câmara Municipal da Ribeira Brava, do Tarrafal, a Delegacia de Saúde da ilha, a Polícia Nacional, Proteção Civil e delegação da Cruz Vermelha, mostram-se conforme o documento, “novamente preocupação em relação a entrada semanalmente na ilha de centenas de pessoas vindas de São Vicente, sem a realização de testes rápidos,” o que consideram grave.

Ademais, afirmam que a ilha de Chiquinho é a que tem mais cumprido com as medidas de prevenção à propagação da doença e a não realização de testes rápidos às pessoas que entram na ilha, vinda de zonas de transmissão comunitária, representa um grande risco para a população e coloca em causa “todo o trabalho e sacrifício que a equipa de combate à covid-19 e os sãonicolauenses têm feito durante todos estes meses.

Portanto, instam o governo a decidir “o mais urgente sobre a obrigatoriedade da realização de testes rápidos a todas as pessoas” que se deslocam a São Nicolau de qualquer outra ilha que tenha casos de transmissão comunitária.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.