Partidos políticos divergem sobre as “Políticas de Família e de Inclusão Social e Produtiva”

25/11/2020 15:00 - Modificado em 25/11/2020 15:00
| Comentários fechados em Partidos políticos divergem sobre as “Políticas de Família e de Inclusão Social e Produtiva”

A bancada parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD) chamou hoje, 25, o primeiro-ministro ao Parlamento para debater as “Políticas de Família e de Inclusão Social e Produtiva”.

Na abertura do debate mensal, Ulisses Correia e Silva anunciou as políticas que vêm sendo implementadas e desenvolvidas para fazer face ao “contexto difícil” de um país colocado em situação de emergência desde 2016, devido à “seca severa” e, mais recentemente, à pandemia da Covid-19.

A intervenção da bancada parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) foi feita pela presidente Janira Hopffer Almada, que no seu entender todos os políticos devem ter a capacidade de interpretar este momento e a humildade para fazer aquilo que a população tem reclamado, que é “debater a situação das famílias, considerando o momento difícil por que passam e pensando que há famílias inteiras que se debatem, infelizmente, com a falta de rendimento, estando sem acesso a alimentos”.

Já a comunicação do MpD ficou a cargo da líder parlamentar, Joana Rosa, afirmando que o Governo implementou uma série de reformas, pensando numa política social cuja meta foi de “reduzir a pobreza extrema, reduzir o fosso entre ricos e pobres, garantir o direito de acesso à educação, à saúde, à melhoria de qualidade de vida, isto é, conferindo dignidade aos cabo-verdianos”.

A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) entende que o desígnio de qualquer Governo é promover políticas públicas para que as famílias possam ter rendimentos.

António Monteiro reconhece que os sucessivos Governos têm feito um “esforço grande” para ajudar as famílias, entretanto ainda há famílias que não conseguem ter uma refeição por dia. “E há aquelas que tendo uma refeição comem uma massa, esparguete fervido com um grão de alho porque não têm mais nada para pôr nesta refeição. Há pessoas a passarem por grandes dificuldades e o governo deve intervir para que as pessoas vivam melhor” concluiu o presidente dos democratas cristãos.

Na sessão que arrancou hoje, 25, e termina na sexta-feira, 27, para além deste debate existem outros temas em pauta, como a discussão e aprovação do Orçamento Geral de Estado para o ano económico de 2021.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.