Associação das Agências de Viagens e Turismo (AAVT) de Cabo Verde mostra-se satisfeita com entrada de novo operador aéreo

24/11/2020 00:31 - Modificado em 24/11/2020 00:31
| Comentários fechados em Associação das Agências de Viagens e Turismo (AAVT) de Cabo Verde mostra-se satisfeita com entrada de novo operador aéreo
Foto: Inforpress

O presidente da Associação das Agências de Viagens e Turismo (AAVT) de Cabo Verde, Mário Sanches, mostra-se satisfeito com a entrada de um novo operador aéreo no mercado, e que vai trazer dinamismo e competitividade em prol das agências de viagens e dos cabo-verdianos.

Neste sentido a AAVT e seus associados registaram a abertura da operação da CV Connect Service, através de voos SATA Azores Airlines, com muito agrado. “Esta é uma iniciativa privada envolvendo empresários nacionais a reforçar as ligações de Cabo Verde ao mundo e a constituir mais uma alternativa e concorrência salutar e desejável tanto para os utentes como para as agências de viagens e operadores em geral do setor das viagens e turismo.

E que segundo Mário Sanches, ao associar-se a uma companhia aérea como a SATA Azores Airlines, é também um reforço de compromisso de qualidade e know-how aéreo. “O nosso reconhecimento ainda pela profundidade e intensidade da relação institucional entre a CV Connect, a AAVT e as agências de viagens desde o primeiro momento”, refere.

E também congratula-se pelo anúncio da TAP Portugal, sobre a “mega–promoção” nas linhas Lisboa-Praia, Lisboa-São Vicente e nos sentidos inversos. Uma iniciativa que também registam “com igual apreço, augurando que possa continuar e alargar-se a outros destinos que aportam Cabo Verde”.

No entanto, diz que tais iniciativas não poderiam chegar em melhor hora, pois não é segredo o forte impacto negativo da pandemia da COVID-19 e as restrições a ela relacionadas com o Estado de Calamidade a vigorar ainda em algumas ilhas do país, com consequências também “calamitosas” para o negócio dos que labutam nestes setores e para toda a economia de um país cujas receitas (PIB) dependem em aproximadamente 25% do turismo e das viagens.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.