Assembleia Municipal suspensa gera polémica – c/vídeo

17/11/2020 23:41 - Modificado em 17/11/2020 23:41
| Comentários fechados em Assembleia Municipal suspensa gera polémica – c/vídeo

As coisas não estão fáceis no tocante ao processo de eleição da nova mesa da Assembleia Municipal, parte dos deputados eleitos em outubro passado, dizem que Lídia Lima, a presidente provisória da mesa da AM, foi “autoritária e ditadora”.

“É lamentável o que acontece num país de direito democrático, a posição na comunicação social foi totalmente diferente. Temos leis, estatutos e regulamentos. Uma presidente não pode ter a atitude de eu posso, eu quero e mando e fazer aquilo que acha ou que seu partido acha”, critica a deputada da UCID Dora Pires.

O PAICV subscreveu esta posição da UCID.

O MPD defende que todos os contactos foram feitos e que apresentaram uma lista, e embora tenha sida chumbada, voltam a reunir-se esta quarta-feira, já que a eleição da mesa carecia de consenso entre os sujeitos não foi garantida.

A Assembleia Municipal de São Vicente é composta por 21 deputados municipais, o MpD elegeu 9, a UCID 7, o PAICV 4 e o Más Soncent 1.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.