Andebol: Instituto do Desporto e da Juventude diz que está “totalmente solidário com os atletas e a reivindicação dos mesmos”

3/11/2020 23:35 - Modificado em 3/11/2020 23:36

Nota de esclarecimento

O Instituto do Desporto e da Juventude, IDJ, I.P., vem por este meio, atendendo aos recentes desenvolvimentos no que tange ao Estágio da nossa Seleção Nacional de Andebol, em Portugal, esclarecer o seguinte:

1 – O IDJ, I.P. desde o primeiro momento que assumiu as suas competências, ao abrigo do Decreto-Lei 25/2020 de 17 de março conjugado com a Resolução 20/2020 de 03 de junho, embarcou nesta grandiosa Missão de levar o nome de Cabo Verde bem alto no Mundial do Egito 2021, Andebol Séniores Masculinos, para o qual o nosso País qualificou-se brilhantemente e por mérito próprio, este ano.

2 – Desde então, tudo tem sido feito, e mais será, em prol de uma representação de qualidade, alinhada com o extraordinário talento que os nossos bravos heróis têm, desde a parte logística, recursos humanos, financeiros, marketing, comunicação e mobilização de parceiros que engajem nesta Missão, neste sonho de todos os cabo-verdianos, em total alinhamento com a Federação Cabo-verdiana de Andebol, que tem sido incansável.

3 – Na preparação para o estágio de 02 a 08 de novembro, em Portugal, um dos maiores desafios seria a questão de vistos. Para tal, antecipadamente solicitamos um encontro com as autoridades portuguesas, junto com o Sr. Ministro de Estado, Assuntos Parlamentares, Presidência de Conselho de Ministros e Ministro do Desporto, de forma a que pudéssemos preparar, todos os documentos necessários para que todo o processo ocorresse de forma assertiva, sendo uma missão de caráter oficial.

4 – Na véspera da partida para o estágio em Portugal, dia 30 de outubro de 2020, recebemos a informação de que haviam sido colocados vistos somente a parte da Delegação e rejeitado a colocação de vistos aos atletas, que são os mais importantes na preparação e foco de todo o esforço e dedicação do IDJ, I.P. e Federação Cabo-verdiana de Andebol.

5 – No IDJ, I.P. estamos totalmente solidários com os atletas e a reivindicação dos mesmos é válida e a indignação dos mesmos é a nossa indignação, pois é a concretização de um sonho tanto para os atletas, para o País, para os cabo-verdianos e para o IDJ, I.P. também. Estamos todos em representação da Nação Cabo-verdiana, no País e na diáspora, pois sabemos o que é termos a bandeira às costas, mão no peito, hino nos lábios e amor à Pátria no coração!

6 – Da parte do IDJ tudo faremos para esclarecer, junto às entidades competentes, de forma a assegurar que situações do género não se repitam.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.