CV Airlines com aval do governo para empréstimo de “emergência” no valor de 100 milhões de escudos

3/11/2020 22:22 - Modificado em 3/11/2020 22:22

O Governo cabo-verdiano aprovou um aval do Estado para um empréstimo bancário de “emergência” no valor de 100 milhões de escudos, para pagamento de salários em atraso na Cabo Verde Airlines (CVA), segundo resolução governamental.

A companhia aérea está há mais de sete meses sem atividade comercial, devido às restrições impostas para conter a pandemia de covid-19. Na resolução do conselho de ministros publicada esta terça-feira que aprova o aval do Estado ao empréstimo a conceder pelo banco estatal Caixa Económica de Cabo Verde, é referido que esse financiamento servirá “para fazer face ao pagamento de salários em atraso”.

“Sem operar há alguns meses, a empresa continua a ter compromissos a honrar, como é o caso das manutenções regulares das aeronaves, o pagamento dos salários aos seus colaboradores, o cumprimento dos seus compromissos com créditos bancários, entre outros”, lê-se na resolução aprovada pelo Governo em 26 de setembro e que admite o “contexto de dificuldades financeiras” na CVA, recordando que o Estado ainda detém uma participação “de responsabilidade direta” de 39% na companhia.

O aval autorizado para este financiamento bancário será concedido pela Direcção-geral do Tesouro, prevendo a validade de 12 meses, face ao período previsto para utilização e amortização do empréstimo.

Em março, antes da suspensão dos voos internacionais para Cabo Verde, a CVA contava com cerca de 330 trabalhadores e uma frota de três aviões Boeing.

A CVA não realiza voos comerciais desde 18 de março, quando o arquipélago encerrou as ligações internacionais, para conter a pandemia de covid-19, por decisão do governo.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.