Resgatados com vida dois pescadores de Santiago depois de dez dias à deriva

3/11/2020 00:57 - Modificado em 3/11/2020 00:58

Depois de cerca de 10 dias a deriva numa embarcação de boca aberta, dois pescadores naturais de Santiago, foram resgatados com vida a 95 milhas náuticas a sul do Fogo.

Conforme informações avançadas pelo Centro de Conjunto de Coordenação de Salvamento (JCRR), a embarcação de boca aberta denominada de Paulo Jorge, saiu do Porto da Praia para a faina pesqueira no passado dia 20 de outubro, mas ficou à deriva.

A mesma fonte, explica que no dia 31 de outubro receberam uma ligação da Polícia Marítima informando de que o navio de pesca Madre Josefa Uno, de nacionalidade espanhola, tinha encontrado, a cerca de 95 milhas náuticas do sul da ilha do Fogo, uma embarcação de boca aberta, denominada de Paulo Jorge, com dois pescadores a bordo.

Os dois pescadores foram resgatados por esta embarcação de pesca espanhola, que fez o desembarque dos mesmos no dia 01 de novembro no porto mais próximo, sendo que neste caso foi em Porto dos Cavaleiros na ilha do Fogo.

Tendo sido feito todas as diligências, a mesma diz, que os dois pescadores saíram para a pesca na região do Maio e que no dia 24 de outubro tiveram uma avaria no motor devido aos fortes ventos que se faziam sentir o que motivou que ficassem à deriva. Os mesmos encontravam-se bem de saúde.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.