Bolsas tremem com novas medidas contra a covid-19

1/11/2020 20:31 - Modificado em 1/11/2020 20:32
| Comentários fechados em Bolsas tremem com novas medidas contra a covid-19

Ações mundiais registaram a pior semana desde março com receios sobre o impacto nos lucros das empresas das medidas dos governos mo âmbito da epidemia.

Se fosse por 15 dias, não traria tantos receios aos investidores. Mas a expetativa nos mercados é de que podemos estar a assistir apenas ao começo do progressivo reforço de medidas mais restritivas anunciadas pelos governos no âmbito da epidemia. As bolsas mundiais já refletem esses receios. As ações sofreram na semana passada a pior semana desde março, quando houve o início do confinamento em muitos países, com a exceção da Suécia, que rejeita a opção do confinamento. A vaga de vendas de ações surge quando muitos governos adotam medidas que podem afetar os lucros das empresas cotadas.

Nem as tecnológicas escaparam ao despejo de ações por parte dos investidores que também adotam uma posição de cautela em vésperas das eleições presidenciais nos Estados Unidos, no dia 3 de novembro. “As medidas de restrição dos governos (na Europa), bastante agressivas e abruptas, são prejudiciais para tudo o que é atividade económica”, apontou, Steven Santos, diretor de Trading Platforms & Brokerage do BiG – Banco de Investimento Global. “A tendência é para haver pressão nos ativos de risco, como as ações”, frisou.

O índice MSCI de ações mundiais desceu 1,2% na sexta-feira passada, acumulando perdas de 5,3% nas cinco sessões. Trata-se de queda mais pronunciada desde a onda de vendas registada em março. Em Lisboa, o PSI-20 perdeu 4,7% na semana passada e a queda não foi mais expressiva porque o principal índice da praça portuguesa fechou a subir mais de 2%, impulsionado pelos ganhos de 8% do Millennium bcp, que apresentou resultados que agradaram aos analistas. “Esta crise chega em má altura para o PSI-20, que ainda não tinha recuperado completamente da crise anterior”, salientou Steven Santos.

Em Dinheiro Vivo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.