Internautas consideram “nojentas” as imagens publicadas pela IGAE sobre encerramento de estabelecimentos em São Vicente, Fogo e Santiago

30/10/2020 20:27 - Modificado em 30/10/2020 20:27

Na sequência das imagens publicadas pela Inspeção Geral das Atividades Económicas-IGAE, na sua página do Facebook, sobre motivos que levaram ao encerramento de estabelecimentos nas ilhas de São Vicente, Fogo e Santiago, muitos internautas repudiam o que consideram ser imagens “chocantes e nojentas” e por isso pedem maior fiscalização da entidade.

A IGAE esclarece que estes estabelecimentos foram encerrados nestas três ilhas para “proteger a saúde pública e disseminação de doenças transmitidas por alimentos” que podem levar à morte e que provocam “grandes custos” para os consumidores.

“Todos os estabelecimentos fechados foram por “falta grave de condições de asseio e higiene, presença de pragas, baratas, ratos e ratazanas, má conservação dos alimentos que levam a sua alteração e contaminação, motivadas por descuido dos operadores económicos visados, colocando em perigo a vida e a saúde dos seus clientes” explica.

Nas redes sociais os internautas mostram-se indignados e preocupados com esta situação, e como diz Vanderley Delgado, os donos desses estabelecimentos “não têm respeito para com os consumidores”, devido a falta de higiene e consideração em relação as pessoas que são frequentadores desses locais.

“A IGAE está fazendo um bom trabalho. Muitas vezes sentimo-nos mal e nem sabemos o porque, por isso continuem com este bom trabalho” assegura.

Para João Graça, a IGAE deverá aplicar uma multa e com mão pesada para que possam sentir o peso da justiça, porque como diz somente o encerramento “não é suficiente”.

“Obrigado IGAE. Continuem a trabalhar pelo bem da nossa saúde. Os estabelecimentos devem ter mais respeito pelos clientes. Merecem multas por essa lixeira” avança Sandra Rodrigues.

Por sua vez, Júlio Mendes considera que as imagens dispensam qualquer tipo de comentário e ainda vai contra os qua considera “advogados de plantão” criticando o trabalho das autoridades e defendendo os infratores que se fazem de vítima perante “tanta irresponsabilidade, atentando contra a saúde pública” frisa.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.