Sete escolas encerradas em Cabo Verde no primeiro mês de aulas presenciais por causa da covid-19

27/10/2020 16:15 - Modificado em 27/10/2020 16:15

Em Cabo Verde no primeiro mês do regresso das aulas presenciais, devido a casos positivos de covid-19 sete escolas foram encerradas temporariamente, sendo que a maioria desses estabelecimentos já reabriu.

As duas primeiras escolas a serem encerradas foram na Boa Vista – Escola Secundária e depois um centro educativo -, após detetarem casos positivos de covid-19. A delegação do Ministério da Educação da ilha também foi encerrada temporariamente, sendo que outra escola foi encerrada na ilha Brava, mas que já reabriu as portas para as aulas presenciais.

No concelho de Santa Catarina de Santiago, as atividades letivas foram suspensas em duas escolas. Entretanto, após os dois casos de infeção pelo novo coronavírus, esses dois estabelecimentos educativos já voltaram a funcionar com aulas presenciais.

No Porto Novo a Escola Técnica João Varela foi encerrada devido ao aparecimento de 4 casos de covid-19, mas já se encontra aberta a aulas presenciais. Também a Escola Secundária Januário Leite, no concelho do Paul, esteve encerrada por um dia, e a Escola Jorge Barbosa, em São Vicente, suspendeu as aulas apenas durante uma manhã, após registar casos positivos na comunidade educativa.

As aulas arrancaram em todo o país em 01 de outubro, mas na cidade da Praia, o epicentro da transmissão comunitária do vírus, o início das aulas presenciais foi adiado para “depois de 31 de outubro”.

Cabo Verde tinha até segunda-feira um acumulado de 8.423 casos positivos desde 19 de março, dos quais 94 óbitos, dois doentes transferidos e 7.455 casos recuperados.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.