Autárquicas 2020: Vitória amarga do MpD

26/10/2020 13:13 - Modificado em 26/10/2020 13:33

O MpD perdeu, para o PAICV, quatro dos 18 municípios que detinha, entre eles o município da Praia. Perdeu também a maioria absoluta que detinha na Câmara de S. Vicente.

Os resultados finais provisórios divulgados pela Comissão Nacional de Eleições a nível nacional, indicam que o PAICV conquistou mais seis câmaras, subindo de duas para 8 câmaras.

O Movimento para a Democracia, MpD, ganhou as eleições autárquicas realizadas este domingo em Cabo Verde. O partido que suporta o Governo no arquipélago conseguiu 14 câmaras municipais, menos quatro que em 2016 e permitiu que o PAICV, maior partido da oposição, recuperasse seis autarquias que havia perdido há quatro anos, juntando às duas que já detinha.

Nestas eleições, o partido da estrela negra venceu as câmaras municipais de Mosteiros e São Filipe (ilha do Fogo), Tarrafal, Santa Cruz, São Domingos e Ribeira Grande e Praia (Santiago), tendo conquistado a câmara municipal da Boa Vista, que desde as eleições de 2016 era liderada por um grupo de independentes. Francisco Carvalho, do PAICV, sociólogo de profissão, derrotou Óscar Santos, que assumiu a autarquia da capital depois de Ulisses Correia e Silva deixar a edilidade para concorrer nas legislativas de 2016, nas quais foi eleito primeiro-ministro.

O MpD mantém o maior número de municípios, nomeadamente o Sal, Maio, Brava, São Vicente, Santa Catarina do Fogo, Tarrafal e Ribeira Brava (São Nicolau), Porto Novo, Paul e Ribeira Grande (Santo Antão), Santa Catarina de Santiago, São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos e São Miguel (Santiago).

Por estes dados já publicados, o MpD venceu 14 das 22 câmaras do país e continua a ser assim o maior partido autárquico cabo-verdiano.

EC

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.