Arqueólogos descobrem desenho de gato com 2 mil anos nas dunas do Peru

19/10/2020 16:37 - Modificado em 19/10/2020 16:37
| Comentários fechados em Arqueólogos descobrem desenho de gato com 2 mil anos nas dunas do Peru

Desenho foi encontrado nas célebres Linhas de Nazca, que são compostas por centenas de geóglifos.

© Reprodução Ministério da Cultura do Peru

Os arqueólogos peruanos fizeram mais uma surpreendente descoberta nas célebres Linhas de Nazca, no Peru, que são compostas por centenas de geóglifos – figuras de grandes dimensões, que se tornam visíveis. Trata-se de um gato com 37 metros de comprimento, que terá sido desenhado entre 200 a.C e 100 a.C.

Segundo indicou o Ministério da Cultura peruano, a representação do felino, feita através da escavação de terra e pedras, deixando o solo exposto a contrastar com a restante área, “estava quase a desaparecer, porque está situado numa colina muito afetada pelos efeitos da erosão natural“.

O gato foi descoberto na semana passada, estando os arqueólogos agora a trabalhar para preservar o local e o desenho milenar. As linhas, esclarecem, têm entre 30 a 40 centímetros de largura.

Johny Isla, arqueologista-chefe do Peru, disse, citado pela agência Efe, que acredita existirem mais desenhos “para serem descobertos”, algo que é agora facilitado pelo “uso de drones”, que permite a captação de fotografias a elevada altitude.

Notícias ao MinutoAs linhas têm entre 30 a 40 centímetros de largura – © Reprodução Ministério da Cultura do Peru

Descobertas em 1927 e reconhecidas como Património Mundial da UNESCO desde 1994, as Linhas de Nazca, com mais de dois mil anos de antiguidade, são representações de figuras de diferentes complexidades, que vão desde simples linhas até imagens de animais e plantas, no deserto de Nazca, no Peru, a 400 quilómetros a sul de Lima.

Em Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.