SIACSA: Vigilantes privados de S. Vicente em greve em finais de outubro

13/10/2020 15:14 - Modificado em 13/10/2020 15:14
| Comentários fechados em SIACSA: Vigilantes privados de S. Vicente em greve em finais de outubro

Os profissionais de segurança privada de São Vicente vão partir para uma greve nos dias 26 e 27 de novembro, para reivindicarem melhores condições laborais e melhoria salarial, conforme dá conta o Sindicato de Indústria Geral, Alimentação, Construção Civil, Agricultara, Florestas, Serviços Marítimo e Portuário (SIACSA).

 De acordo com uma nota de imprensa assinada pelo coordenador da SIACSA em São Vicente, Jorge Duarte, os vigilantes estão “desgastados” com a situação laboral que se vem arrastando nas negociações no que diz respeito a atribuição do Preço Indicativo de Referência (PIR), para os vigilantes de segurança privada, que efetivará a aplicação da grelha salarial.

“Sentem-se prejudicados no seu direito, visto que das reuniões realizadas não se manifestou qualquer interesse da parte dos envolvidos em alcançar um consenso no sentido de trazer melhoria salarial à classe, bem como melhores condições de vida, pois estes necessitam e merecem” avança a mesma fonte.

Por isso, esta greve de dois dias, como diz Jorge Duarte, vem na sequência das reuniões adiadas e das realizadas onde não se chegou a um consenso, o que leva a um desgaste para a classe dos vigilantes privados.

De realçar que há muito tempo que o SIACSA vem apontando que a situação dos vigilantes é mais complicada nas ilhas do Sal e de São Vicente, devido ao incumprimento dos acordos e das leis, designadamente a retificação salarial.

Durante este ano de 2019 o SIACSA realizou três manifestações em Mindelo e na Cidade da Praia e uma greve nacional dos vigilantes pelos mesmos motivos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.