Sete ilhas já registaram mortes provocadas pela Covid-19

8/10/2020 23:44 - Modificado em 8/10/2020 23:45
| Comentários fechados em Sete ilhas já registaram mortes provocadas pela Covid-19

Com o óbito ocorrido ontem em Santo Antão, sete ilhas passaram a ter mortes provocadas pela covid-19, sendo que apenas a ilha do Maio, que tem casos ativos da doença, ainda não registou nenhum óbito. A Brava recorde-se, continua a resistir à pandemia sem casos diagnosticados.

Cabo Verde conta até esta quinta-feira, 08, com o registo de 71 óbitos provocados pela pandemia de covid-19, desde o primeiro registado a 25 de março, na ilha da Boa Vista (um turista inglês que acabaria por ser também o primeiro caso no país), e desde então as mortes provocadas pela doença atingiram sete das nove ilhas habitadas, “escapando” apenas o Maio e a Brava.

Destaca-se a ilha de Santiago que tem neste momento a maioria esmagadora de óbitos no país, com 57 mortes registados, desde o primeiro a 01 de maio, no concelho da Praia, sendo que desta feita o segundo óbito no país foi uma senhora de mais de 90 anos.

Desde então foram mais 56 mortes provocadas pela covid-19 em Santiago, das quais a Praia surge à frente com a maioria dos óbitos.

A ilha do Sal com 5 mortes é neste momento a segunda ilha com mais óbitos ligados à covid-19, seguindo-se o Fogo com 4, São Vicente 2, Santo Antão 1 e São Nicolau 1.

Cabo Verde tem, segundo informações oficiais, um acumulado de 6.717 casos confirmados, 5.821 recuperados, 825 ativos e 2 transferidos para os seus países.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.