Testes PCR para viajantes passam a custar 11 contos nos laboratórios públicos

24/09/2020 14:15 - Modificado em 24/09/2020 14:15
| Comentários fechados em Testes PCR para viajantes passam a custar 11 contos nos laboratórios públicos

O Governo estabeleceu em 11 mil escudos o preço máximo dos testes PCR nos laboratórios públicos, para passageiros com viagens internacionais, 21% abaixo do valor máximo fixado para os laboratórios privados.

A medida consta de uma deliberação dos Ministérios da Saúde e da Segurança Social e Ministério das Finanças, através da portaria conjunta nº 50/2020, indicando que este preço deve ser aplicado pelos serviços públicos de Saúde e que entrou hoje em vigor e que permanece válido durante o período de pandemia.

Insere-se também na estratégia de reabertura de fronteiras que o arquipélago iniciou em agosto. A realização destes testes no quadro da investigação epidemiológica de novos casos, realizada pelas autoridades de saúde, não sofre alterações, pelo que os custos continuam a ser suportados pelo Estado.

De realçar que a Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) de Cabo Verde fixou em 14.000 escudos o preço máximo a cobrar pelos laboratórios do país, pela realização de testes de despiste à covid-19, e considerado muito elevado pela oposição e alguns quadrantes da sociedade civil.

Cabo Verde tem até esta quarta-feira, com um acumulado de 5.412 casos de covid-19 desde 19 de março, com registo de 54 mortos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.