Pescadores de pesca submarina acusam Biosfera I de perseguição

21/09/2020 13:09 - Modificado em 21/09/2020 13:09
| Comentários fechados em Pescadores de pesca submarina acusam Biosfera I de perseguição

Os pescadores da embarcação “Marcelo”, que praticam pesca submarina na reserva natural de Santa Luzia, acusam o capitão do barco da Associação de Proteção do Ambiente Biosfera I, José Melo, de agir de má-fé contra os pescadores e mergulhadores que praticam pesca neste local.

É que segundo Luís Graça, porta-voz dos mergulhadores, em nenhum momento ameaçaram este senhor e que não entendem esta atitude de uma pessoa com quem sempre tiveram bom relacionamento.

De relembrar que na semana passada, o capitão do barco da Biosfera acusou publicamente estes mergulhadores de o terem ameaçado, por duas vezes, uma em alto mar e noutra vez, na Marina do Mindelo.

Entretanto, sobre a questão de pesca ilegal, dizem, apesar de não possuírem licença de mergulho, têm uma licença de pesca e que o tipo de pesca que praticam, o mergulho de apneia é, da categoria de pesca de linha, ou seja pesca artesanal e se enquadra na mesma categoria. “Com esta licença estamos totalmente dentro dos nossos direitos”, argumenta.

“Pesca de apneia, é um tipo de mergulho que usamos apenas o fôlego, sem recurso a nenhum equipamento, como garrafa de mergulho. É uma pesca sustentável e não apanhamos grande quantidade peixe e selecionamos aquilo que queremos”, explica este mergulhador que adianta ainda que “somos amigos do ambiente e enfrentamos o mar à procura do nosso sustento”.

Em relação à queixa apresentada por José Melo, que promete levar o caso a tribunal, estes homens do mar desafiam-no a seguir em frente e a apresentar provas que sustentem aquilo que os acusa.

E que até lá, vão continuar a trabalhar, porque esta é a profissão que escolheram e que cada um representa uma família.

Por outro lado, dizem que sempre tiveram um bom relacionamento tendo, por várias vezes, “membros dessa associação usado a nossa embarcação para deixá-los em alguns dos ilhéus onde costumam fazer trabalho e mesmo levado suprimentos a estes trabalhadores”.

Não entendendo a posição atual deste amigo do ambiente, consideram que Melo, neste momento, está numa campanha para denegrir as suas imagens e através de inverdades, tentar manipular a opinião pública, deixando a ideia de que estão a operar na ilegalidade, quando isso não corresponde à verdade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.