Estudo alerta que cantar os “parabéns” aumenta o risco de transmissão do coronavírus

9/09/2020 15:03 - Modificado em 9/09/2020 15:03
| Comentários fechados em Estudo alerta que cantar os “parabéns” aumenta o risco de transmissão do coronavírus

Um novo estudo desenvolvido por investigadores suecos afirma que cantar os “Parabéns” pode ajudar a espalhar o novo coronavírus, sendo que a investigação baseia-se na forma como pronunciamos as letras ‘B’ e ‘P’.

De acordo com o periódico Correio da Manhã, os cientistas acreditam que a pronúncia destas consoantes ajuda a libertar gotículas maiores da boca, o que torna a atividade em coro mais perigosa.

O estudo detetou uma alta percentagem de gotículas no ar quando alguém canta a letra do “Parabéns a vocês” em grupo.

A mesma fonte adianta que a equipa da Universidade de Lund reuniu 12 cantores saudáveis e duas pessoas portadoras do vírus e fez com que estas cantassem para um funil uma música sueca chamada “Bibbis pippi Petter”.

Os cientistas mediram quantos aerossóis e gotas de saliva foram libertadas, comparado com aquando cantada só com as vogais.

O resultado conclui que as músicas que possuem muitos consoantes se tornam mais “perigosas” na hora de serem entoadas em grupo. “Algumas gotículas são tão grandes que se movem apenas alguns decímetros da boca antes de cair, enquanto outras são mais pequenas e podem continuar a pairar por minutos no ar. Em particular, a enunciação de consoantes libera gotículas muito grandes e as letras B e P destacam-se por serem as que mais propagam aerossóis”, explicou um dos investigadores, citado pelo CM.

No entanto, o uso de máscara, a adoção de distanciamento físico e uma boa ventilação são fatores que podem ajudar a diminuir o risco de transmissão.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.