Estudo mostra que novo coronavírus deixa de ser infeccioso dez dias após sintomas

31/08/2020 22:53 - Modificado em 31/08/2020 22:53
| Comentários fechados em Estudo mostra que novo coronavírus deixa de ser infeccioso dez dias após sintomas

Trabalho da Universidade de Oxford revela nova abordagem.

FOTO: Reuters

Um estudo agora publicado pela Universidade de Oxford, Inglaterra, revela que o novo coronavírus deixa de ser praticamente contagioso dez dias após surgirem os sintomas em pacientes com sintomatologia ligeira ou moderada. Já no que respeita a casos graves, o prazo aumenta para os 20 dias.

“A duração da ineficácia do vírus tem importantes implicações para a saúde pública e a prática de controlo de infeções nos centros de saúde”, defende o trabalho. Além disso, as últimas descobertas indicam que os testes PCR repetidamente positivos geralmente não refletem um vírus altamente infeccioso. E muitas pessoas que contraíram a doença receberam testes PCR com resultado positivo durante semanas, ou meses, após terem recuperado.

Apesar das descobertas, o relatório observa a necessidade de dados adicionais para “fornecer mais tranquilidade em relação à segurança de interromper o isolamento dos doentes”. E é necessário ser definida a abordagem ideal para repetir o teste e a quarentena em pacientes que recuperaram.

Em CM Jornal

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.