Jovens descobrem tesouro em moedas de ouro com mais de mil anos em Israel

24/08/2020 21:29 - Modificado em 24/08/2020 21:29

As 425 moedas estavam enterradas num vaso de barro, desde o séc. IX. Na altura, seria fortuna suficiente para comprar uma casa de luxo.

© Heidi Levine/Pool via REUTERS

Jovens voluntários a trabalhar numa escavação arqueológica, em Israel, encontraram 425 moedas de ouro puro, de 24 quilates, que estavam enterradas há 1.100 anos.

A zona onde o tesouro foi encontrado fazia parte do califado Abássida, o terceiro califado islâmico, que se estendia da Pérsia ao Norte de África.

As moedas estavam enterradas num vaso de barro desde o século IX. Os especialistas indicam que, na altura, aquele montante seria uma fortuna, o suficiente para comprar uma casa de luxo numa das cidades do califado.

“A pessoa que enterrou este tesouro há 1.100 anos tinha intenções de o recuperar, até fixou o vaso com um prego, para se certificar de que não se movia”, disseram os diretores da escavação, Liat Nadav-Ziv e Elie Haddad, através de comunicado, sublinhando que não se sabe quem seria o dono e porque não regressou para o recuperar.

“Encontrar moedas de ouro, sobretudo numa quantidade tão considerável, é extremamente raro. Quase nunca as encontramos em escavações arqueológicas, dado que o ouro sempre foi extremamente valioso, era derretido e reutilizado, de geração em geração”, acrescentaram, citados pela BBC.

O local onde está a decorrer a escavação arqueológica servirá para construir um novo bairro.

Em Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.