Vinte e oito empresas de São Vicente já pediram para aderir à segunda fase do lay-off envolvendo 476 trabalhadores

14/08/2020 01:07 - Modificado em 14/08/2020 01:24

Um total de 28 empresas de São Vicente já pediram a adesão à segunda fase do regime simplificado de suspensão de contrato de trabalho (lay-off), que abrange um total de 476 trabalhadores.

Estes dados foram avançados esta quinta-feira pela diretora-geral do Trabalho, que deu conta que a nível nacional já houve um total de 290 empresas que já pediram a adesão ao lay-off, sobretudo do Sal e da Boa Vista, mas salientou que o número de pedidos de lay-off a nível nacional sofreu uma redução.

Conforme, Clementina do Rosário, neste momento a ilha do Sal tem 136 empresas que solicitaram a intenção de suspensão do contrato de trabalho, 40 na Boa Vista, 58 em Santiago, 28 em São Vicente e 17 em Santo Antão.

Já em termos de distribuição do número de trabalhadores o Sal é a ilha com mais pedidos com 1.729, seguida da Boa Vista com 1.606, Santiago 919 e São Vicente com 476.

De realçar que o lay-off faz parte das medidas excecionais e temporárias adotadas pelo Governo visando a manutenção dos postos de trabalho e a mitigação de situação de crise empresarial.

Este segundo lay-off vigora desde 01 de julho e vai até 30 de setembro.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.