“Desafio aceite” no Facebook é esquema de invasão de dados

14/08/2020 00:22 - Modificado em 14/08/2020 00:22

O desafio tornou-se viral e milhares de internautas em Cabo Verde estão a aderir a esta “nova febre” das redes sociais.

A informação é avançada pela Polícia Judiciária de Portugal, sobre o desafio de postar uma foto a preto e branco, na rede social Facebook, para participar numa “corrente humana” contra o cancro, é esquema de invasão de dados, por isso avisa para não aderir.

Conforme o  DN, a Polícia Judiciária alerta aos utilizadores para não aceitarem este desafio se a mensagem lhes aparecer via Messenger ou no mural, porque “pode ser uma forma de angariação de e-mails e de introdução de vírus nos endereços eletrónicos para depois pescar dados (phishing), refere Carlos Cabreiro, coordenador de investigação criminal na secção que investiga o crime informático em Lisboa, citado pelo DN.

O jornal ABC, em Espanha,  explicou que estas correntes, “aparentemente inofensivas” e que se tornam virais, “não contribuem para nada”, pelo menos de bom, tratando-se normalmente de embustes que têm nas redes sociais locais perfeitos para se desenvolverem.

Os peritos explicam que apenas um “gosto” nestas publicações gera uma cadeia que permite que as empresas acedam aos e-mails dos utilizadores, criando enormes bases de dados, para depois poderem enviar campanhas, o chamado spam.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.