Brasil: Idosa morre de Covid-19 dias depois de ter recebido alta

24/07/2020 17:20 - Modificado em 24/07/2020 17:20

Familiares acreditam que a idosa contraiu o coronavírus no hospital.

© Reprodução/G1

Uma idosa de 92 anos morreu vítima do novo coronavírus, no Brasil, dias depois de ter recebido alta hospitalar no passado dia 1 de julho. 

Segundo conta o G1, Rosa Neves foi inclusive homenageada no hospital municipal Evandro Freire, na zona norte do Rio de Janeiro, oito dias depois. 

A idosa, conta a família, recorreu a este hospital depois de ter tido febre. Apesar de ter testado negativo para a Covid-19, iniciou os tratamentos.

Dias depois de ter recebido alta, a idosa voltou a sentir-se mal e deu entrada num outro hospital, onde acabou por morrer esta segunda-feira, dia 20, depois de nove dias internada. Na declaração de óbito consta a informação de que estava infetada com Covid-19. 

Depois de Rosa ter regressado a casa, outros quatro familiares apresentaram sintomas relacionados com a doença, tendo testado positivo. Entre eles, o marido de Rosa, Edvaldo Pereira dos Santos, com 93 anos.

“É desesperante. Não sabemos o que aconteceu”, afirmou a filha do casal, acreditando na hipótese de ter sido a idosa a contagiar a família depois de ter regressado do hospital, local onde acreditam ter contraído a doença. Isto porque, no dia 1 de julho, os familiares realizaram testes numa clínica privada e testaram negativo para a Covid-19. 

Ricardo Pereira dos Santos, neto da vítima, também acredita que a avó contraiu a infeção no hospital onde esteve internada na primeira vez. Até porque, argumenta, Rosa Neves – que padecia de alzheimer – esteve sempre em isolamento até então. 

A secretaria da saúde lamentou a morte da idosa, sublinhando não ser ainda possível saber onde foi contraída a infeção. No entanto, defende que foram seguidos todos os protocolos no tratamento, inclusivamente os prazos para a alta.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e o segundo no mundo no número de infetados e de mortos (mais de 2,1 milhões de casos e 84.082 óbitos), depois dos Estados Unidos

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 627 mil mortos e infetou mais de 15,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela AFP. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Em Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.