Observatório de Cidadania e actores saem às ruas do Mindelo para mostrar “repúdio” aos actos de violência contra crianças

24/07/2020 16:45 - Modificado em 24/07/2020 16:45

Na sequência da menor violada no município do Paul, Santo Antão, o Observatório Cidadania Activa e um grupo de atores e atrizes mindelenses vão sair às ruas do Mindelo este sábado, 25, a partir das 12 horas, para realçar o seu “repúdio” aos actos de violência contra crianças.

O Observatório Cidadania Activa de Cabo Verde, em comunicado em comunicado enviado à redação, manifesta  ainda a sua “total solidariedade” para com a menor, bem como exprime “total apoio” à família da mesma no sentido de, junto das autoridades judiciais e demais instituições e organismos da sociedade cabo-verdiana, mobilizar todos os esforços necessários tendo em vista ajudar a vítima a superar esta situação e garantir que a justiça seja “devidamente feita”.

O mesmo mostra-se solidário com “todas as crianças” vítimas do abuso e exploração sexual em Cabo Verde, garante que por essa razão vai participar na acção de rua, promovida pela comunidade artística de São Vicente, e querem chamar a atenção das autoridades, como forma de manifestar o seu “repúdio” aos actos de violência contra as crianças.

“Ao mesmo tempo, a nossa organização junta a sua voz a de todas as organizações que, incansavelmente, têm lutado por uma justiça mais amiga da criança”, realçou o presidente do Observatótio, Orlando Lima, reforçando o apelo para que o Parlamento aprecie e aprove, em “regime de urgência”, o projecto de lei que altera o código penal, tipificando os crimes contra menores e aumentando as penas para os que os praticam.

Nesta linha, o mesmo pede que seja discutida na “casa da democracia” a proposta de lei do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA) sobre crimes contra crianças.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.