Praias da Laginha, Baía das Gatas e Cova de Inglesa podem voltar a ser interditadas caso utentes não respeitem as regras

24/07/2020 16:28 - Modificado em 24/07/2020 16:28

Devido ao incumprimento que se tem notado em algumas praias do país, o Capitão dos Portos de Barlavento, Aguinaldo Lima, afirma que as praias de Santa Maria, ilha do Sal, Laginha, Baía das Gatas e Cova de Inglesa, em São Vicente, que tem registado as situações “mais críticas” podem voltar a ser interditadas, caso utentes não respeitem as regras.

O Capitão dos Portos de Barlavento garante, que o incumprimento reiterado das normas de segurança pode levar ao encerramento da praias por razões de saúde pública, e que as situações “mais críticas” têm-se registado nas praias de Santa Maria, na ilha do Sal, mas em risco estarão também as praias da Laginha, Baía das Gatas e Cova de Inglesa, em São Vicente.

Em declarações à Rádio Pública, Aguinaldo Lima afirma que as regras do acesso às praias, devido à pandemia de Covid-19, são essencialmente de afastamento, ou seja manter a distancia social, evitar desportos coletivos, piqueniques e acampamentos.

Lembra a mesma fonte que placas de sinalização foram colocadas nas zonas balneares e todo um trabalho de sensibilização tem sido feito para que os cidadãos percebam que apesar do acesso ser livre, ir à praia deve ser feito com segurança.

“O não cumprimento das regras de acesso pode implicar o fecho de algumas praias nalgumas ilhas. Pode acontecer se os utentes dessas praias não respeitarem as regras. Por enquanto é uma ideia, mas se as coisas não melhorarem e os utentes não respeitarem as regras, pode acontecer” anotou.

O cumprimento das regras é a única forma de se evitar a propagação do vírus e isso não se aplica somente as idas às praias. O IMP reforça o apelo para que se cumpram as regras, em nome da saúde publica.

“Para além das placas colocadas nas diferentes praias, nós também temos feito divulgação no site do IMP, no Facebook, na rádio e na televisão. Da nossa parte, do Instituto Marítimo e Portuário, continuamos a apelar aos jovens e a população em geral no sentido de manterem as regras de distanciamento social, de evitar aglomeração nas praias”, aclarou Aguinaldo Lima, citado pela mesma fonte.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.