TAP acusada de violar direitos dos passageiros na sequência de viagens canceladas devido a pandemia

22/07/2020 17:31 - Modificado em 22/07/2020 17:31
| Comentários fechados em TAP acusada de violar direitos dos passageiros na sequência de viagens canceladas devido a pandemia

ATransportadora Aérea Portuguesa (TAP) é acusada de violar os direitos dos passageiros durante a pandemia de Covid-19 pela Organização Europeia de Consumidores, tendo recebido milhares de queixas de passageiros.

De acordo com a imprensa portuguesa, a organização sediada em Bruxelas, e com 11 filiadas pela Europa, incluindo a DECO em Portugal, fala em “práticas desleais em todo o setor”, com os consumidores a serem enganados ou obrigados a aceitar vouchers para remarcação das viagens sem lhes ser dada informação clara ou a possibilidade de escolha, entre elas a devolução do dinheiro.

“Embora reconheçamos que a pandemia criou grandes desafios para a indústria das viagens, fornecer informações erradas e enganar os consumidores sobre os seus direitos não é aceitável”, salienta a BEUC, pedindo uma “ampla investigação no setor relativamente a práticas desleais amplamente difundidas durante os últimos meses”.

Ao todo são oito companhias aéreas europeias acusadas de violar os direitos dos consumidores, para além da TAP, estão também a ser alvo de queixas a Air France, a KLM, a EasyJet, a Ryanair, a Transavia, a Aegean e a Norwegian Airlines.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.