Fonseca & Santos considera que Alcides Graça mente e ofende por mero ódio e vontade de destruir

13/07/2020 23:51 - Modificado em 13/07/2020 23:51
| Comentários fechados em Fonseca & Santos considera que Alcides Graça mente e ofende por mero ódio e vontade de destruir

No seguimento do artigo “PAICV acusa Governo de favorecer empresário próximo do sistema para “pagar” favores de campanha”, noticiado por diversos órgãos de comunicação social , no seguimento de uma conferência de impressa, em que o coordenador do PAICV em S. Vicente, faz referências caluniosas ao empresário “Fonseca & Santos”, serve a presente, ao abrigo da lei de imprensa solicitar a publicação integral do DIREITO DE RESPOSTA, nos termos que se segue:

Sistematicamente e de forma difamatória, o Coordenador do PAICV em S. Vicente vem destilando a sua verborreia persecutória contra a Fonseca & Santos na pessoa do seu Sócio-Gerente, fazendo acusações maldosas, sem qualquer tipo de base factual, apenas com o objectivo de obter vantagens políticas imediatas e de perpetuação no cargo e nos cargos que a sua ambição política desmedida (sem preparação nenhuma) pretende exercer.

Entrando no cerne da questão e para o seu conhecimento, a Fonseca & Santos nunca teve a iniciativa de contactar o Ministério da Saúde para proceder a permuta do espaço conhecido como “Basket” com o espaço da ex.-JAAC-CV para a construção e alargamento das instalações do Hospital Baptista de Sousa. Muito pelo contrário e por respeito aqui não vamos citar os vários contactos e abordagens efectuadas por sucessivos membros do Governo ao longo dos últimos 15 anos.

Efectivamente, sabemos que lhe doí e muito, que só recentemente foi conseguido um acordo para que S. Vicente pudesse vir a ter melhores condições na prestação de serviço de saúde à sua população, sendo que a sua contribuição foi hostilizar tudo e todos lançando desconfiança no processo. Mas se é isso que sabe fazer, não podemos fazer nada.

A Fonseca & Santos tem vindo a procurar soluções e alternativas viáveis e sustentáveis para que o espaço da ex.-JAAC-CV tenha uma vertente forte de prática desportiva e de recuperação física. Recentemente foi entregue na Câmara Municipal de S. Vicente um projecto/proposta de requalificação do espaço com várias valências de âmbito desportivo e de realização de eventos de natureza diversa, para o qual aguardamos a devida análise e posicionamento da Câmara Municipal.

No entanto e para ficar bem claro para o Sr. Coordenador do PAICV em S. Vicente, caso não for encontrado uma alternativa viável e sustentável para a continuação da prática desportiva, não teremos nenhuma hesitação em dar outro destino ao lote de terreno privado em causa.

Relativamente às suas conclusões sobre o destino das estruturas metálicas dos armazéns da FIC na Laginha, apenas temos a acrescentar que o Sr. Coordenador do PAICV em S. Vicente, se tivesse agido de boa fé, assim como dirigiu a Câmara de Comércio de Barlavento e a direcção da FIC, poderia ter também contactado a Fonseca & Santos para esclarecimentos e chegaria a conclusão que não houve mais que uma proposta de reutilização dessas estruturas metálicas para viabilizar as futuras feiras internacionais em S. Vicente até a construção definitiva da FIC – Mindelo. Pois tal, por várias razões, não passou de uma proposta e se houve favores não foi para a Fonseca & Santos.

Para o confirmar, sugerimos ao Sr. Coordenador do PAICV em S. Vicente que continue com as suas investigações e depois, esperamos, que tenha a devida hombridade de vir à comunicação social pedir desculpas a quem ofendeu por mero ódio e vontade de destruir.

O que nos intriga é a insistência do Sr. Coordenador do PAICV em S. Vicente em aparecer sempre na comunicação social, como um PAPAGAIO, com as mesmas acusações maldosas/criminosas (Hotel Cruzeiro, ex. JAAC-CV e agora FIC/Laginha), com o único propósito de denegrir a imagem duma empresa com presença em todo o território nacional e do seu sócio-gerente que, durante 30 anos, não fizeram mais nada a não ser trabalhar duma forma séria e honesta para o desenvolvimento desta ilha.

É nosso entendimento que, alguém de direito devia coser o bico do PAPAGAIO, porque coordenador dum partido com a dimensão do PAICV, na corrida para dirigir os destinos desta ilha, quando aparece na comunicação social deveria apresentar propostas para o bem do Município e passar mensagens de tranquilidade em vez de andar a procurar com lupa motivos para acusação, perseguição e propagação de ódio.

Todos juntos já somos poucos para vencer os desafios para o futuro, quanto mais se escolhermos o caminho de perseguição e destruição de pessoas e empresas necessárias à sociedade, mas isso deverá ser resultado da sua estrutura identitária e ideológica.

Espero que nunca chegaremos á situação de termos de usar a famosa frase “ I CAN’T BREATHE”.

E para lhe dar descanso, esta é a primeira e última fez que vimos a terreiro responder as suas difamações. Não temos o seu tempo, trabalhamos arduamente.

Manuel Spencer FonsecaSócio-Gerente da Firma Fonseca & Santos, Lda

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.