Cabo Verde Interilhas defende que navio Chiquinho está capacitado para assegurar viagens São Vicente/Santo Antão com segurança e denuncia sucessivas investidas

11/07/2020 19:19 - Modificado em 11/07/2020 19:20
| Comentários fechados em Cabo Verde Interilhas defende que navio Chiquinho está capacitado para assegurar viagens São Vicente/Santo Antão com segurança e denuncia sucessivas investidas

A empresa concessionária do transporte marítimo doméstico, em defesa “das sucessivas investidas e campanha de desinformação” contra si e especificamente contra o navio Chiquinho BL, garante que o navio está capacitado para efetuar essas ligações marítimas e diz que as motivações se sobrepõem à defesa da verdade.

A CVI garante que deve ter havido poucas oportunidades na história do transporte marítimo em Cabo Verde em que tanto se debateu a questão de segurança de um navio novo. A empresa refere que opera com navios de passageiros certificados, tais como o Kriola, Liberdade e Chiquinho BL, e investe, como nenhum outro armador o fez anteriormente, em toda a sua frota para a elevar para standards internacionais.

Nisto aclara que o navio Chiquinho BL é o navio “mais moderno, um dos mais seguros e dos poucos certificados a operar em Cabo Verde”. É ainda segundo a mesma “certificado por uma das 5 maiores sociedades classificadoras mundiais”, membro da International Association of Classification Societies, “organização reconhecida pela Bandeira de Cabo Verde, que atesta o cumprimento dos mais elevados padrões de segurança marítima e que nos permitiu ainda segurar o navio através de um P&I Club com os mais elevados níveis de exigência em matéria de segurança e certificação”.

Sobre a notação atribuída ao navio, garante a CVI o cumprimento dos requisitos de Classe para a sua categoria, nomeadamente regras estruturais de construção, estabilidade e segurança. Garante ainda o cumprimento de condições de tempo e mar estabelecidas na sua classificação de Classe e de Bandeira, sendo estas condições verificadas e cumpridas pela Tripulação, Comando do navio e armador.

“Em todos os países, para assegurar o cumprimento das regras e regulamentos aplicáveis e o cumprimento das convenções marítimas internacionais, não se recorre à opinião de particulares, nem associações, mas unicamente às autoridades competentes de cada Estado”, certifica a CVI através de um comunicado.

Nesta senda aclara que o Instituto Marítimo Portuário é a única autoridade do sector com competência para avaliar e validar as condições de operacionalidade e segurança de navios, que emitiu os certificados exigíveis à operação do Chiquinho BL. Reforça que as condições do navio foram postas à prova na viagem transoceânica equivalente a metade da volta ao mundo, de cerca de 12 mil milhas, que superou com distinção.

Por fim, realça que em relação à rota São Vicente/Santo Antão, o navio Chiquinho BL é a melhor solução existente em Cabo Verde não existindo outra que lhe seja comparável, seja em termos de capacidade de passageiros e carga, seja em matéria de segurança.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.