É oficial. Paschal Donohoe é o novo presidente do Eurogrupo

9/07/2020 16:58 - Modificado em 9/07/2020 16:58
| Comentários fechados em É oficial. Paschal Donohoe é o novo presidente do Eurogrupo

O ministro irlandês das Finanças foi o nome mais votado para suceder a Mário Centeno na liderança do Eurogrupo, ‘destronando’ os adversários espanhol e o luxemburguês, Nadia Calviño e Pierre Gramegna, respetivamente.

© Reuters

Depois de os três candidatos terem feito curtas intervenções, numa reunião à distância devido às restrições relacionadas com a pandemia de Covid-19, teve início a votação (secreta e eletrónica), tendo o ministro irlandês obtido – só à segunda volta e depois de afastada a candidatura do luxemburguês (o candidato menos votado) – uma maioria simples, ou seja, os votos de pelo menos 10 dos 19 países da zona euro.

Foi o próprio Mário Centeno quem deu a informação no tweet em que dá os parabéns ao sucessor.

“Parabéns ao novo presidente do Eurogrupo”, pode ler-se na imagem partilhada pelo português.

O novo presidente do Eurogrupo assume oficialmente funções na próxima segunda-feira (13 de julho), um dia depois de terminar o mandato de Mário Centeno.

Paschal Donohoe liderará os comandos do Eurogrupo durante os próximos dois anos e meio, ou seja, até final de 2022.

O voto (não) secreto de Portugal

Portugal foi um dos países que votou na governante da vizinha Espanha. O ministro João Leão – em funções desde 15 de junho -, votou na candidata Nadia Calviño, que acabou por não conseguir a ‘vitória’ e apesar de nos últimos dias ter sido apontada como a sucessora mais provável.

“Apoiaremos a candidatura de Nadia Calviño à presidência do Eurogrupo, desde logo pelas suas qualidades pessoais, pela forte experiência que tem em matéria europeia e também pela convergência de pontos de vista que temos mantido sobre o que deve ser o futuro da União Económica e Monetária”, afirmou segunda-feira o primeiro-ministro, António Costa, que lembrou também a “boa tradição” de Portugal e Espanha “de apoio recíproco às candidaturas internacionais”.

Ana Lemos com Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.