PAICV denuncia favorecimento a empresário de São Vicente e desinteresse do governo em viabilizar a construção das novas instalações da FIC

7/07/2020 13:58 - Modificado em 7/07/2020 13:58
| Comentários fechados em PAICV denuncia favorecimento a empresário de São Vicente e desinteresse do governo em viabilizar a construção das novas instalações da FIC

O Partido Africano da Independência de Cabo Verde, PAICV, da região de São Vicente, mostra-se receoso com a possibilidade da ilha não vir a ter as novas instalações próprias da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), de forma a favorecer um empresário.

O Hotel Four Point by Sheraton do grupo Marriot Internacional Inc. vai nascer no local onde foi demolido o pavilhão da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) em São Vicente, na praia da Laginha.

Segundo o presidente da Comissão Política Regional (CPR), Alcides Graça, “aparentemente iniciado as obras da construção do hotel by “Sheraton na Laginha”, e após conversa com o PCA da FIC sobre a construção das novas instalações prometidas pelo governo. “Quanto a isso, não há projeto, não há financiamento e ninguém sabe de nada.

“Segundo o presidente da FIC já foi identificado um espaço na Zona Industrial do Lazareto e indicado a Património do Estado e também entregue ao ministro das Finanças um caderno de encargos, mas até agora nada”.

As instalações foram cedidas para a construção do hotel, tendo então o governo prometido a construção das novas instalações na zona Industrial do Lazareto, no entanto, conforme o líder do PAICV em São Vicente, o que se tem constatado é uma manobra de “favorecimento”, em prol da empresa Fonseca & Santos.

Recordando que em 2021, a ilha vai receber a feira, explica que “desenha-se uma solução provisória que aumenta a desconfiança da realização destas e outras”. A solução encontrada, segundo Graça “não é seria e nem honesta e constitui uma afronta a inteligência do povo de São Vicente, uma vez mais”.

Diz que o governo, “procura favorecer o mesmo empresário em São Vicente. Paga-se favores de campanha com erário publico, literalmente. Desta vez não é câmara, mas o governo que ofereceu todas as estruturas metálicas do pavilhão da FIC, à empresa Fonseca & Santos para construir um espaço multiuso, nas antigas instalações na Academia Carlos Alhinho”.

Afirma ainda que, se por um lado, existe um pré-acordo entre o empresário e o Património do Estado, para cedência gratuita das estruturas metálicas e em contrapartida, as futuras realizações das feiras em São Vicente serem realizadas naquele espaço, sendo as primeiras gratuitas e depois a FIC terá que pagar paras usar as instalações.

Por outro lado, mostra-se receoso que esta manobra, seja apenas uma simulação, em que o principal objetivo seja “viabilizar o investimento da Fonseca & Santos com duas ou três feiras por ano” e com isso não haverá novas instalações.

Refere ainda que, se no contrato da concessão dos terrenos cedidos, os terrenos da ex-Interbase e a ex-Empa, não existe nenhuma clausula que garantisse alguma contrapartida ao Estado, por exemplo às novas instalações da FIC.

Logo, as novas instalações terão que ser suportadas pelo governo de Cabo Verde na totalidade e o problema é quando isso vai acontecer. “Nunca esteve no Orçamento de Estado, não é considerado uma obra prioritária, e por outro lado existem boas instalações na Praia para a realização da Feira Internacional que resolve o problema da realização das feiras em Cabo Verde, evitando o perigo de descontinuidade que seria desastroso para a economia cabo-verdiana”, reconhece o presidente da CPR do PAICV em S. Vicente.

No entanto, o receio é que se “São Vicente vai ter estas instalações algum dia, ou vai-se cumprir o sonho de levar a administração da FIC para capital do país”, desabafa.

Em relação à Academia Carlos Alhinho, relembra que o presidente da Câmara e o empresário garantiram que a academia seria sempre destinada a prática do desporto cumprindo a sua vocação natural.

“Aquelas estruturas desportivas dariam um grande jeito às escolas secundárias, para construção de dois pavilhões cobertos, ótimos para prática do desporto”.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.