Alex Saab : “O único crime que cometi é estar do lado de Nicolás Maduro que os EUA querem derrubar”

30/06/2020 23:41 - Modificado em 30/06/2020 23:41

O NN consegui falar com Alex Saab,  empresário de nacionalidades colombiana e venezuelana, detido na ilha Sal pelas autoridades cabo-verdianas e está em prisão preventiva na cadeia da Ribeirinha, enquanto a Venezuela e os EUA travam uma batalha jurídica. 

Saab diz que não praticou os crimes de lavagem de capitais e conspiração de que é acusado por tribunais norte-americanos. Defende que “O único crime que cometi é o de estar do lado de Nicolás Maduro que os EUA querem derrubar”. Para o empresário o que está em causa é o trabalho que ele tem feito e que perturbou a estratégia dos EUA de impor o bloqueio ao governo de Nicolás Maduro. “Os EUA criaram bloqueios de combustíveis, de alimentos, medicamentos, com intenção de sufocar e criar agitação social na Venezuela”. 

Alex Saab, através da sua defesa disse ao NN que vem tendo um papel crucial em furar esse bloqueio ao conseguir negociar combustíveis, alimentos e medicamentos para a Venezuela e que “os EUA não aceitam isso”. Diz que passou a ser um marcado pelos EUA  quando conseguiu o fornecimento de combustível do Irão para a Venezuela, furando o bloqueio imposto.

Esta posição do empresário vai ao encontro dos que pensam que Cabo Verde está no meio de um conflito político e não de uma perseguição e detenção de um criminoso comum, acusado de crimes de lavagem de capital e conspiração.

Antigos diplomatas, que aceitamos o pedido de anonimato, dizem que “a questão é política, tanto que Saab tem passaporte diplomático da Venezuela e este país já emitiu uma declaração em como ele estava em serviço diplomático”. Defendem que ignorar o contexto político do que se passa na Venezuela e retirar o pedido de detenção desse contexto pode ser um erro com consequência graves para a política externa de Cabo Verde. “A não ser que o país já escolheu um lado nesse conflito”.

José Manuel Pinto Monteiro,  advogado que em Cabo Verde representa  o empresário, na altura da detenção disse que “É um ato intencional do Estado. Sabiam o que estavam a fazer e fizeram porque quiseram, não eram obrigados a isso. Passa sempre por uma decisão política e é uma decisão política. Disseram ao procurador-geral da República para avançar com a detenção. É nítido que Cabo Verde escolheu um lado”.

  1. Edmar Oliveira

    O governo de cabo verde,cometeu um grande erro,que futuramente vai colocar em perigo diplomatas caboverdianos que possam vir a passar pela venezuela,que tem claras razoes de vingar futuramente,todos sabem que aquele sr é um empresario,e que os EUA,a muito que tentam a queda do Nicolas Maduros,criando forma de dificultar as condiçoes sociais na Venezuela por causa simplismente do petroleo.

  2. Edmar Oliveira

    Governo cabo verde tb coloca em perigo,os guardas prisionais e a populacao em geral,so a venezuela,nao vem resgatar o sr Alex Saab,por causa da condicao geografica e pq eles,nao tem paises aliados na regiao,pq se tivessem eles(tropas especiais ou mercenarios) ja tinham arrebentado com os portoes dw cadeia civil de sao vicente,e resgatadao o sr Alex Saab,os EUA nao protegem nada mais que os seus interesses,so para dar um exemplo de 1 pais que tem miseraveis condiçoes sociais e de segurança(Somalia),mas os EUA nao intervem para tentar derrubar aquele governo simplismente pq la nao tem petroleo,sem falar na pequena derrota q sofreram la nos anos 90.esta é verdade e devia soltar o sr Alex Saab

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.