Adiamento de voos para 15 julho, vai implicar restituição do dinheiro da venda de bilhetes

30/06/2020 14:05 - Modificado em 30/06/2020 14:05
| Comentários fechados em Adiamento de voos para 15 julho, vai implicar restituição do dinheiro da venda de bilhetes

A companhia aérea Transportes Inter-ilhas de Cabo Verde (TICV), considerou que o adiamento na retoma dos voos inter-ilhas para 15 de julho, anunciado esta segunda-feira pelo Governo, haverá implicações financeiras, uma vez que já havia uma retoma “clara” na compra dos bilhetes por parte dos clientes.

A retoma das ligações aéreas entre as ilhas, inicialmente prevista para hoje, 30 de junho, foi adiada para 15 de julho, devido à situação epidemiológica do país, neste momento, decorrente da pandemia de covid-19.

Para o administrador da TICV (antiga Binter), Luís Quinta, a empresa já estava preparada para cumprimento do programa com as ligações Praia/São Filipe/Praia esta terça-feira, 30, e outros voos calendarizados para quarta-feira e dias seguintes.

Este adiantou que durante os três meses de suspensão das ligações aéreas inter-ilhas, a companhia não esteve parada, tendo realizado um total de 74 voos não comerciais. No entanto, admite que este adiamento, vai complicar “um bocadinho a organização, porque as equipas já estavam a ser formadas e chamadas para voltar à actividade, e assim vão ter que esperar mais duas semanas”.

“Fizemos muito esforço. Todo o procedimento já estava implementado. A única coisa que não aconteceu e que devia acontecer amanhã era a coordenação com o resto do sector desde de ASA, CVHadling e Aviação Civil. Tudo resto da nossa parte interna já estava em campo. Como não ficamos parados não houve um esforço gigantesco para a retomada das ligações”, explicou.

Em conferência de imprensa no final da reunião do Gabinete de Crise, o ministro-adjunto do primeiro-ministro e da Integração Regional, Rui Figueiredo, explicou que na tomada desta decisão foram ponderadas todas as situações e vista a situação epidemiológica prevalecente nas ilhas de Santiago e Sal, levando sempre em conta o interesse maior é salvaguarda da saúde dos cabo-verdianos.

Relativamente às ligações marítimas a partir e para as ilhas de Santiago e Sal que estavam condicionadas, igualmente ficou decidido as suas retomas a partir do dia 15 de julho.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.