Cabo Verde com registo de 730 novos casos de covid-19, 10 óbitos e 388 recuperados nos últimos 30 dias

29/06/2020 23:44 - Modificado em 29/06/2020 23:45

Depois da saída da ilha de Santiago do estado de emergência a 29 de Maio, o país contabilizou em 30 dias, 730 novos casos positivos de covid-19, 10 óbitos e 388 recuperados, com destaque para as ilhas de Santiago e do Sal que são os focos da pandemia da covid-19 no país. O Maio entrou para a lista de ilhas infectadas, sendo que somente Fogo e Brava ainda não registaram casos de covid-19.

Desde a entrada no estado de calamidade, oficialmente em vigor desde 30 de maio, constatamos que houve um aumento brusco do número de casos de covid-19, infetando até esta segunda-feira, 29 de Junho, 730 pessoas, em sete das ilhas do arquipélago. Neste período destaca-se o aumento do número de óbitos, após mais 10 óbitos anunciados pelo Ministério da Saúde, nas ilhas de Santiago, Sal e de São Vicente.

De salientar que desde o primeiro caso positivo de covid-19 registado no país, no passado dia 19 de Março na ilha da Boa Vista, incluindo o período do estado de emergência que vigorou até 29 de Maio na ilha de Santiago, que foi o último a sair desta condição, o país contabilizava nessa data 435 casos acumulados de covid-19, sendo 375 em Santiago, 56 na Boa Vista, 3 em São Vicente e um na ilha do Sal.

Os dados mostram que a partir de 30 de Maio, o número de infetados disparou, com 730 pessoas, nas ilhas de Santiago, Sal, São Vicente, Boa Vista, Santo Antão, São Nicolau e Maio. Das ilhas habitadas somente as do Fogo e Brava ainda não tiveram casos registados.

Até 29 de Maio, o nosso país contava com 4 óbitos, sendo 3 na cidade da Praia e 1 na Boa Vista mas, nestes 30 dias houve o anúncio de mais 10 óbitos, perfazendo assim 14 as mortes provocadas pela covid-19. Santiago tem 9 óbitos, Boa Vista 1, Sal que entrou neste período para a lista tem 3, assim como São Vicente com 1.

Igualmente até 29 de Maio, havia o registo de 220 pessoas recuperadas, mas até então o número subiu para os 608, conforme anunciou o Ministério da Saúde, o que mostra que houve um aumento de 388 recuperados.

Sendo assim a ilha de Santiago com 881 casos, um dos focos da pandemia da covid-19 no país, registou durante este período um aumento de 268 casos e 5 óbitos, visto que até 29 de Maio, tinha 613 casos acumulados e três óbitos. A cidade da Praia tem 724 casos acumulados, Santa Cruz 113, Tarrafal 5, Ribeira Grande 10, Santa Catarina 20, São Domingos 5 e São Salvador do Mundo 3.

A ilha do Sal com 207 casos e que também é neste momento um dos focos da pandemia da covid-19, registou neste período 206 novos casos de infecção pelo novo coronavirus, 3 óbitos e 4 recuperados.

São Vicente que tem 12 casos acumulados, registou 9 novos casos de covid-19, um óbito e mais 5 recuperados. A ilha que tem neste momento 3 pessoas em isolamento, 8 recuperados e um óbito.

Também a ilha da Boa Vista que já não tinha casos ativos, visto que dos 56 casos, 53 foram dados como recuperados, um óbito e dois repatriados, voltou a ter um caso positivo, igualmente importado da ilha do Sal, mas que foi dado como recuperado hoje.

A ilha de Santo Antão entrou nesta lista com 4 casos diagnosticados no Concelho da Ribeira Grande, dos quais já houve uma alta. São Nicolau com 2 casos e Maio com outros 2 são as ilhas que recentemente tiveram registos de novos casos.

O país contabiliza neste momento, 1165 casos positivos acumulados de COVID-19, 541 casos ativos, 608 casos recuperados e 14 óbitos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.