Medalha de Mérito de primeiro Grau Cultural para Nhonhô Hopffer Almada

25/06/2020 14:08 - Modificado em 25/06/2020 14:08
| Comentários fechados em Medalha de Mérito de primeiro Grau Cultural para Nhonhô Hopffer Almada

O Governo de Cabo Verde condecorou com a Medalha de Mérito de primeiro Grau Cultural, o músico e arquitecto Nhonhô Hopffer Almada.

O Governo decidiu condecorar com a Medalha de Mérito do Primeiro Grau Cultural o artista Frederico Hopffer Almada, mais conhecido por “Nhonhô” Almada, pelo seu contributo na cena musical nacional.

De acordo com o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, um momento marcado pelo simbolismo de um homem defensor da cultura de Cabo Verde e de Santiago. Considerado, segundo o MCIC “um tradicionalista que vinca nas suas músicas a sua raiz crioula e da língua cabo-verdiana”.

De acordo com a decisão, publicada no Boletim Oficial de 10 junho, Nhonhô Hopffer Almada, na sua vida, projetou, desenhou, criou, compôs, cantou, e assim, contribuiu grandemente para o enriquecimento da cultura.

“Damos continuidade, portanto, às mais diversas homenagens que os cabo-verdianos residentes e na diáspora sempre souberam prestar ao artista”, lê-se no documento.

O Governo considerou que Nhonhô Hopffer, pelo seu apego à defesa da música tradicional, é um cantor das tradições e dos grandes compositores da música cabo-verdiana, cantando o amor profundo à sua terra, o amor pelas filhas, o amor às mulheres, o quotidiano, a saudade e as perdas. 

Nhonhô Hopffer, nascido a 18 de maio de 1956, é natural do concelho de Santa Catarina, tendo começado a vida musical por volta dos 15 anos de idade na cidade da Praia, onde prosseguiu os estudos secundários no Liceu Domingos Ramos, cantando em noites musicais, tocatinas, serenatas e noutros espaços marcados pelo convívio.

Enquanto arquitecto elaborou emblemáticos projetos de arquitetura no país, tais como os Paços do Concelho de Santa Catarina de Santiago, a sede da Caixa Económica de Cabo Verde, o edifício Banco Comercial do Atlântico em Chã d’Areia e o edifício Pombal na Fazenda, assinando os seus projetos como Nhonhô Hopffer Almada.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.