Todo Mundo Canta 2020 assume novo formato para “driblar” restrições

24/06/2020 01:55 - Modificado em 24/06/2020 01:56
| Comentários fechados em Todo Mundo Canta 2020 assume novo formato para “driblar” restrições

Doze concorrentes, participam da nova edição do TMC 2020, que se realiza este ano, sem público e transmitido via internet pelas redes sociais. Uma forma que a produção do evento encontrou para driblar a proibição de realização de eventos em locais públicos, para evitar aglomeração de pessoas.

Em Cabo Verde, desde de 19 de março todos os eventos públicos, tanto culturais de dimensão internacional, como nacionais, que reúnam um número significativo de participantes, em espaços abertos ou fechados, independentemente da sua natureza, foram proibidos, para evitar a aglomeração de pessoas e conter uma eventual propagação do Coronavírus/Covid-19 no país.

O Todo Mundo Canta (TMC), projecto musical, que ao longo dos últimos anos tem tido a ambição de se transformar numa “grande plataforma” musical, que além de promover o concurso e despoletar talentos”, conforme o produtor Eurico Évora, tem-se adaptado, de forma significativa aos novos tempos, com a realização dos casting, feito sem público e com um número reduzido de participantes, entretanto transmitido via redes sociais e pela plataforma do YouTube.

“Não cancelamos o TMC, apenas está sendo feito num formato diferente. Realizamos os castings sem a presença de público e vamos dando continuidade neste formato, gravando as atuações e publicando nas redes sociais”, refere Eurico Évora que optou, conforme explica, por não cancelar a edição deste ano.

Entretanto, conta que a estrutura do projecto se mantém da mesma forma, e com o mesmo cronograma, mas com redução de inscrições, até porque, conforme explica a situação epidemiológica não permite que seja feito de outra forma.

“Fizemos cerca de cinco sessões, com a presença de seis inscritos, num formato online e que semanalmente são divulgados na nossa rede social e YouTube, onde temos tido um grande feedback e pode ser acompanhado em qualquer parte do mundo” disse o produtor Eurico Évora, expressando o desejo de continuar a dar corpo a este projecto e a transformá-lo numa escola e numa “grande plataforma” musical.

.Na edição de 2019, a oitava, foram escolhidos 20 concorrentes, que participaram das galas de eliminação, três até a final regional, onde saiu o vencedor.

Este ano, apenas 12 participantes concorrem. Uma redução de oito, devido a esta conjuntura epidemiológica no país com a propagação da Covid-19. E nesta fase, conforme explica, além dos ensaios, os concorrentes têm possibilidade de ter aulas teóricas de conhecimento musical e ainda de práticas vocais.

Segundo a mesma fonte, já estão dados todos os passos e conforme a previsão da pandemia, “se mais à frente houver disponibilidade de um concerto com público faremos, do contrário estamos a preparar um formato para ser divulgado pela televisão ou redes sociais”, explica.

De relembrar que nas ultimas edições, a TMC tem tido a parceria da televisão pública na transmissão posterior do evento.

Em relação ao Todo Mundo Canta Internacional (TMCI), que iria acontecer este ano, na cidade de Roterdão, Holanda, a 04 de Abril com a participação do vendedor de Cabo Verde e de mais nove representantes das comunidades cabo-verdianas na Europa, a previsão é que seja retomado para o próximo ano, nos mesmos moldes estabelecidos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.