Artur Correia: “O aumento do número de casos coincidiu com o fim do estado de emergência”

22/06/2020 20:09 - Modificado em 22/06/2020 20:09
| Comentários fechados em Artur Correia: “O aumento do número de casos coincidiu com o fim do estado de emergência”

O mês de junho tem sido, até então, aquele que mais casos diários de covid-19 são declarados por parte do Ministério da Saúde mas, o diretor nacional da Saúde assegura que este facto deve-se ao fim do Estado de Emergência que terminou no passado dia 29 de Maio em Santiago, que foi a última a sair desta condição.

Artur Correia, sublinhou que neste mês de junho já tivemos três picos do número de casos por semanas epidemiológicas, sendo esta última com 194 o mais elevado desde o primeiro caso positivo de covid-19 registado no país, no passado dia 19 de Março na ilha da Boa Vista.

De realçar que até 29 de maio, Cabo Verde tinha 435 casos acumulados de covid-19, número que subiu para os 944, representando um aumento de 509 novos casos no decorrer deste período.

De acordo com Artur Correia, de 19 de março a 29 de Maio, houve uma “estabilização” da evolução da doença, mas que a partir desta data o número subiu exponencialmente, sobretudo na cidade da Praia, concelho de Santa Cruz e ilha do Sal que são os focos da propagação da doença no país.

“Vamos continuar nesta teimosia para evitar que o pico avance mais do que já está neste momento” assegurou. 

O mesmo anunciou hoje mais 22 casos suspeitos de covid-19, das quais 12 no Sal, 7 no Tarrafal de Santiago, 2 em Santa Cruz e 1 em Santa Catarina de Santiago.

Neste momento Cabo Verde contabiliza 944 casos acumulados de covid-19, sendo 494 ativos, 440 recuperados, 8 óbitos e 2 repatriados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.