Alegado testa-de-ferro de Nicolas Maduro detido em Cabo Verde fica em prisão preventiva

15/06/2020 14:00 - Modificado em 15/06/2020 14:00
| Comentários fechados em Alegado testa-de-ferro de Nicolas Maduro detido em Cabo Verde fica em prisão preventiva

O Tribunal da Comarca do Sal aplicou prisão preventiva a Alex Saab Morán, empresário colombiano e suposto testa-de-ferro de Nicolas Maduro, sendo que os Estados Unidos têm agora um período de 18 dias para solicitar a sua extradição às autoridades cabo-verdianas.

Este empresário acusado de beneficiar de grandes contratos é investigado por corrupção e lavagem de dinheiro tanto na Colômbia como nos Estados Unidos da América. De realçar que a detenção de Alex Saab Morán foi efetuada na sexta-feira, pela Interpol em conjunto com as autoridades policiais cabo-verdianas, na ilha do Sal, cumprindo um mandado de captura internacional emitido pelos EUA.

Alex Saab foi detido quando o seu avião fazia uma paragem para reabastecimento, no voo de regresso para o Irão, após uma viagem à Venezuela.

Saab vai agora esperar pelo processo de extradição em prisão preventiva, que terá que ser efetuada pelos EUA num espaço de 18 dias, mas que poderá chegar aos 40 dias devido a uma série de requisitos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.